Império: Marta fica na miséria total

Após falso enterro de José Alfredo, a madame e os filhos perdem tudo

Como será que a ricaça vai digerir o estado de penúria?
Foto: TV Globo

Ao descobrir que Maurílio (Carmo Dalla Vecchia) tem provas suficientes para destruir seu império, e ainda colocá-lo na cadeia, José Alfredo (Alexandre Nero) toma uma decisão: morrer! É, você leu certo: morrer! Ou melhor, se passar por morto conforme TITITI havia antecipado que iria acontecer.
 
E para salvar sua fortuna, o milionário entra em ação. Ele manda Josué (Roberto Birindelli) procurar o pajé Espinoza (Simon Petracchi), que salvou a vida dele no passado, quando tomou um tiro da Polícia Federal no Monte Roraima. No reencontro com o xamã, no Rio, Zé revela: deseja ir uma planta para parecer morto, dar um chá de sumiço e quando tudo estiver tranquilo, voltar para retomar seus negócios.
 
Para que seu plano dê certo, José Alfredo ordena que Marta (Lilia Cabral) descubra delitos de Maurílio. Para isso, ela deve fingir para o amante que estará do lado dele contra o Comendador. “Você vai dizer ao Maurílio que sabe de todos os meus podres e quer se juntar a ele para me destruir. Só assim o filho do Sebastião (Reginaldo Faria) vai cair no nosso golpe.” Marta rebate: “Um dia, Zé, você vai perceber tudo o que eu fiz por você e beijará meus pés”.
 
Mas a madame nem imagina o que vem por aí… José Alfredo contrata Cristina (Leandra Leal) para ocupar um cargo de diretora da Império. E logo dá a notícia a Clara (Andreia Horta), Lucas (Daniel Rocha) e Pedro (Caio Blat). “Ela vai ser uma espécie de vigia aqui na empresa. Vai fiscalizar todos nós! Terá acesso a todos os departamentos, verá o que está certo ou errado, o que pode ser melhorado e se reporta diretamente a mim!”, explica José Alfredo.
 
Os filhos, claro, ficam revoltados. Principalmente, Clara, que começa a tratar Cris mal e tenta a todo instante insinuar para a irmã adotiva que está se entendendo muito bem com Vicente (Rafael Cardoso).
 
Num certo dia, Cris exige saber como as pedras chegam à Império e pede as notas fiscais. Pedro surta e procura o pai em particular, já que os diamantes, por exemplo, são tirados de garimpos ilegais. “Ela vai querer ver as notas, pai. E você sabe bem de onde veio a maioria dessas pedras. É esse seu propósito, né?! Fazer com que cada departamento bote as contas dentro da legalidade?”, dispara Pedro.
 
Após a confirmação, o Comendador ainda dispara: “Se a fiscalização chegar aqui vai pedir a mesma coisa. E se descobrirem essa irregularidade estamos ferrados. Essa é a função da Cristina: acabar com nossos vícios, para que coloquemos a empresa em ordem”, finaliza Zé.
 
Bem, os dias se passam e Maurílio denuncia Zé, que tem seus bens todos confiscados. Horas depois, ele forja a própria morte com a ajuda do tal pajé e de Josué. E um falso enterro acontece diante da família falida e estarrecida. Onde o Comendador ficará escondido enquanto Cris coloca ordem na Império e ele se livra de Maurílio ainda não se sabe. Dizem, poderá ser na casa de Cora (Drica Moraes). É mole?
 
Enquanto isso, Marta e os filhos ficarão na miséria total. Há quem garanta que ela passará a trabalhar no camelódromo, em Santa Teresa, para sustentar todo mundo. É…