Kevin Spacey é acusado de racismo por segurança

"Não quero mais negros no meu set", disse Kevin Spacey, segundo um segurança que trabalhava nos bastidores de "House of Cards".

Os assédios sexuais cometidos por Kevin Spacey ganharam destaque global em 2017 e agora o ator está sendo acusado também de racismo. Em entrevista ao Daily Mail, o gerente de segurança Earl Blue garante que presenciou situações racistas nos bastidores de “House of Cards”. A empresa em que ele trabalha era responsável pela segurança do local.

“Eu não quero mais negros no meu set”, disse o ator certa vez, segundo Earl. Na frase original, em inglês, a palavra usada foi nigger, que não tem uma tradução exata. Em português, nenhuma palavra isolada carrega o mesmo peso ofensivo.

Também de acordo com o gerente de segurança, durante a exibição de um trailer da série, Spacey ordenou que os negros não assistissem ao vídeo junto com ele. “Eu não quero niggers assistindo ao meu trailer”.

Eric Lyles, que é colega de Earl Blue, também assegura que Spacey era racista no set. Segundo ele, o ator se recusava a apertar a mão dos funcionários negros. 

Quando foi falar com a produção da série sobre esses acontecimentos, o gerente de segurança diz que a resposta foi: “As coisas são assim mesmo. Nós temos que mantê-lo [Spacey] contente”.