Do look ao show, Pabllo Vittar foi a rainha da Parada do Orgulho LGBT

Com direito a figurino-manifesto, seguranças e hinos!

Seguranças empurram uma multidão que tenta segurar um pedacinho do figurino, que busca tocar um fio da peruca morena, a escolhida do dia. De uniforme branco, os homens dão as mãos e protegem a figura encapuzada que desce de um Uber cercado pelo público. Pabllo Vittar é sim, a protagonista suprema da 22ª Parada do Orgulho LGBT, em São Paulo.

Pabllo Vittar na Parada LGBT em São Paulo

 (Eduardo Martins/AgNews)

Pabllo Vittar na Parada LGBT em São Paulo

 (Eduardo Martins/AgNews)

Momentos antes de subir ao palco, a cantora revelou no Instagram o look eleito pro evento. E não, nada ali foi escolhido ao acaso: um body de arco-íris coberto por uma capa e uma saia longa estampadas com notícias de crimes homofóbicos e violência contra LGBTs. Assinada pelo stylist Victor Miranda, o look não é só um bafo pro show, ele leva uma mensagem importante.

Palavras escritas em vermelho ficam bem aparente: “Parem de nos matar”. A frase emblemática estava também em uma das últimas postagens de Marielle no Instagram e ilustra bem o fato do Brasil ser, segundo dados da organização não-governamental Transgender Europe, o país que mais mata travestis e transexuais no mundo. Quer mais um número dolorido? Segundo levantamento feito pelo Grupo Gay da Bahia, a cada 27 horas um brasileiro é morto por ser LGBT.

View this post on Instagram

// orgulho 🌈 styling: @victorfdmiranda

A post shared by Pabllo Vittar (@pabllovittar) on

Por isso, não é pouco o fato de uma drag queen ser ovacionada e cercada pelo público, ainda que esteja em seu ambiente, com os seus fãs. E Pabllo parece entender bem a importância e representatividade que tem no momento também fora da sua comunidade. Dias antes da Parada, ela doou peças para um leilão que ajudou a levantar fundos para a Casa 1, centro de cultura e lugar de acolhimento de jovens LGBT expulsos de casa.

Veja também

No sábado (2), ela se apresentou no Milkshake Festival, um dos maiores e melhores festivais de diversidade do mundo, e nem deve ter tido tempo de descansar muito, porque logo cedo no domingo (3), já estava dando uma coletiva organizada pela Uber, dona do trio onde se apresentou na Parada.

Pabllo Vittar na Parada LGBT em São Paulo

 (Eduardo Martins/AgNews)

Pabllo Vittar na Parada LGBT em São Paulo

 (Eduardo Martins/AgNews)

Depois de enfrentar a multidão pra chegar ao trio, Pabllo tirou a capa e soltou os hinos de sempre. Teve até gente passando mal, porque o fervo foi forte! “Não ligue pro que as pessoas vão pensar! Sejam vocês mesmos sempre, porque vocês são demais!”, gritou lá de cima. Você também, lindinha! O ano foi seu! 

 

Pabllo Vittar na Parada LGBT em São Paulo

 (Pabllo Vittar na Parada LGBT em São Paulo/AgNews)

☆ Pedras, cristais e rituais de proteção: saiba como usar ☆