Lua Blanco de férias na Califórnia: ‘Eu e meus irmãos só falávamos em inglês em casa’

A atriz realiza o sonho de viajar para a capital mundial do cinema

Lua em frente ao famoso letreiro, marco da capital mundial do cinema
Foto: Rafael Paiva

O famoso letreiro de Hollywood, em Los Angeles, mexia com a imaginação de Lua Blanco, 27 anos, desde a adolescência, quando sua única fonte de renda era a mesada dos pais. Quando começou a ganhar o próprio dinheiro, após fazer sucesso na TV, o problema passou a ser a falta de tempo. Só agora conseguiu embarcar para a capital mundial do cinema, onde passou 20 dias, entre julho e agosto.

“Foi como uma recompensa por tanta coisa que vivi. Eu precisava fazer essa viagem”, conta. Uma de suas primeiras ações na cidade foi alugar um carro e se aventurar sozinha pela região, maneira que encontrou para treinar a autossuficiência. “Dirigi até Malibu. Quando cheguei a uma praia, eu me senti em um daqueles documentários do Discovery Channel. Surgiram milhares de patos e cegonhas na minha frente. Foi lindo”, conta.

Do alto da roda-gigante

O pôr do sol em Santa Mônica, lembra a atriz e cantora, é algo indescritível. “Pude apreciar essa maravilha da natureza do alto da roda-gigante, tem noção?” Além de curtir a vida, Lua aproveitou para fazer contatos profissionais, incluindo o produtor israelense naturalizado americano Uri Singer, 53, o mesmo do filme Breaking Through, do qual Bruna Marquezine, 19, participará, e que aborda a transformação de desconhecidos em celebridades instantâneas por meio da internet. “Acabou não rolando. O filme tem muita dança, e minha área é o canto. Preferimos deixar uma possibilidade aberta mais para a frente”, explica Lua, cuja fluência na língua inglesa chamou a atenção dos americanos.

“Nem acreditavam que eu era brasileira! Eu e meus irmãos só falávamos em inglês em casa. Minha mãe é professora, então determinou que a língua inglesa fosse a principal no dia a dia.”

Segundo Lua, outros produtores americanos ficaram interessados em seu trabalho musical. Ela deve lançar um CD de música pop no início do ano que vem. “Estou ansiosa”, diz.

Público teen

Lua ainda se surpreende com a lealdade do público adolescente, conquistado a partir de seu trabalho na novela Rebelde, da Record, entre 2011 e 2012. Quase dois anos após o fim da trama e já tendo feito outro trabalho na emissora (Pecado Mortal), os adolescentes continuam na cola da atriz.

“Não sei o que fiz para merecer. Fico boba! Eles me acompanham, me defendem… São umas graças!”, derrete-se Lua, que às vezes se assusta com o imediatismo próprio da idade. “Converso muito com eles sobre isso. Tudo é muito maior, né? É uma intensidade absurda”, avalia. Nem o cabelo da atriz é o mesmo da época de Rebelde, quando ficou loiríssima. Ela escureceu os fios para Pecado Mortal e, a partir daí, não os pintou mais. “Mas é só eu pegar um solzinho que fico com mexas”, afirma.

Bullying musical

Lua acha graça das brincadeiras dos amigos sobre seu nome. Até hoje, volta e meia alguém resolve cantarolar alguma melodia que tenha a palavra “lua” na letra. Seus pais, Billy Blanco Júnior, 60 (filho do compositor Billy Blanco, morto em 2011), e Maria Claudia, 50, resolveram batizar os seis filhos com nomes que remetessem à natureza. Os irmãos de Lua chamam-se Ana Terra, 24 (também atriz, a Luene de Geração Brasil), Pedro Sol, 27, Estrela, 22, Daniel Céu, 20, e Marisol, 18.

“Meu nome está em vários clássicos da música brasileira. Então, imagine o quanto ouvi músicas no intervalo da escola com ‘lua’ na letra! Mas hoje acho diferente e artisticamente bonito. Valeu a pena sofrer um pouco de bullying.”

Lua Blanco de férias na Califórnia: 'Eu e meus irmãos só falávamos em inglês em casa'

A atriz em uma praia no distrito de Santa Mônica, na Califórnia
Foto: Rafael Paiva