Marília Pêra: “Nunca fui tratada como mulher bonita”

Marília volta à cena com a agenda lotada e é enredo de escola de samba

Marília Pêra, 72 anos, é a inspiração do enredo da escola de samba paulista Mocidade Alegre. A atriz, que se emocionou ao ser homenageada com o tema Nos Palcos da Vida, uma Vida no Palco… Marília, conversou com a Contigo! sobre o carnaval, a carreira e a maturidade.

Recuperada da doença que a afastou do trabalho em 2014, Marília, como toda mulher, tem suas vaidades. Ela assume a preocupação que tem com sua imagem e afirma que aprendeu a lidar com isso com o passar dos anos. “Eu perco peso com facilidade, ao contrário de todo mundo. Então penso: ‘Não posso deixar de comer, senão vou ficar magrela'”, confessa. “Mas nunca me considerei uma mulher bonita, nem nunca fui tratada como mulher bonita, a não ser por homens que me amaram muito. Então, nunca me senti perdendo a beleza, porque minha beleza está em outro lugar.”

Há dez anos, ela revelou que havia aplicado Botox na testa, mas deixou o procedimento para trás. “Nunca mais me espetei. Ultimamente não tiro nem sobrancelha, porque a picada me chateia”, explica. “Acontece que fiquei sem paciência com a dor. Não quero perder tempo com isso. Quero fazer outras coisas. Sou vaidosa, sim. Pinto o cabelo, faço limpeza de pele, adoro massagem… Mas sem exageros”, garante.

*Com reportagem de Victor Corrêa

Dario Zalis Dario Zalis

Dario Zalis (/)

☆ Pedras, cristais e rituais de proteção: saiba como usar ☆