Marina Joyce desabafa: ‘Eu sofria de depressão. Foi muito ruim’

A youtuber quebrou o silêncio e abriu o jogo sobre o que estava passando. Leia o comovente depoimento dela.

Qualquer pessoa que assistiu ao infame vídeo de Marina Joyce sabia: algo não estava bem com aquela garota. A youtuber de 19 anos, na época, negou e até mesmo a mãe dela, Chery Joyce, precisou intervir e pedir para que os fãs deixassem a vlogueira em paz.

Leia Mais: 20 verdades sobre a depressão

9 meses após a hashtag #SaveMarinaJoyce alcançar os trending topics do Twitter, ela, finalmente, resolveu se posicionar sobre o caso. Não, não tem nada a ver com Estado Islâmico ou qualquer outra teoria da conspiração, em um vídeo de pouco mais de cinco minutos, Marina, visivelmente renovada – e sem arranhões –  revelou sofrer depressão.

Minha mente não estava boa e dava para ver no jeito que eu falava, me movia, falava ou agia… Eu não havia dito a verdade antes porque eu não estava bem mentalmente – eu precisava melhorar para dar alguma resposta… Eu sofria de depressão. Foi muito ruim. Me machuca muito pensar em todas as coisas imprudentes que eu fiz e como eu não me importava muito com a minha vida. Coisas que hoje eu olho para trás e sinto como sou grata por estar viva. Eu vivi isolada por causa do que estava acontecendo comigo, porque a maioria das pessoas não iria entender o que eu estava passando”.

Ainda no vídeo, ela agradeceu aos fãs por todo amor e ajuda. “Eu estou melhorando e, por isso, decidi fazer essa gravação. Obrigada pelo #SaveMarinaJoyce, ele realmente me salvou”, afirmou a garota pedindo, também, privacidade.

Assista ao vídeo

Importante dizer que depressão é uma coisa séria e, nas próximas duas décadas, será uma das doenças mais recorrentes no mundo. De acordo com a Organização Mundial da Saúde, em dados de 2014, ela deverá ultrapassar o número de indivíduos com câncer ou que sofrem de problemas cardíacos.

Leia Mais: 20 verdades sobre a depressão

Hoje, cerca de 400 milhões de pessoas lidam diariamente com esse profundo e duradouro sentimento de tristeza. Por ser um distúrbio mental, não é possível detectá-la por meio de exames laboratoriais. Por isso, a avaliação médica é feita a partir do o Manual de Estatística e Diagnóstico de Transtornos Mentais, após a ocorrência de pelo menos cinco sintomas.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s