Quem saiu do ‘MasterChef’? Programa faz 1ª eliminação dupla da temporada

Como se não bastasse a intriga entre participantes, o programa ainda fez questão de eliminar mais de um cozinheiro.

Terminando cada vez mais tarde (talvez para fugir da semana final do ‘BBB18‘? Será?), o ‘MasterChef Brasil‘ voltou nesta terça-feira (17) em mais uma edição com tudo o que temos direito. Ou seja, foi puxada de tapete, provas de difícil execução e Ana Paula Padrão fazendo contagem regressiva para esquentar os ânimos dos participantes.

Caixa Misteriosa… afrodisíaca?

Essa foi semana de Caixa Misteriosa, e os cozinheiros amadores foram reunidos no estúdio da Band para a realização de um desafio… como vou dizer?… afrodisíaco. Os participantes precisaram utilizar os itens da caixa de modo a criar pratos que seduzissem os jurados com ingredientes como pimenta, chocolate, figo, aspargos, mexilhão, camarão, entre outros.

Como nesta prova era permitido uma sobremesa ou um prato principal, a cozinha se tornou um verdadeiro campo de negociações e trocas de produtos. Rolou também troca de piadinha provocativa, pois Aristeu deu uma “leve” provocada no padre Evandro, alegando que o sacerdote teria problemas na prova pois estava “enferrujado” na arte da sedução.

Kauê, com seu escargot salteado na manteiga de ervas, foi um dos destaques negativos, acusado de “matar” o ingrediente. A bruxa estava solta entre os participantes, pois Paola Carosella precisou até pedir para que Aristeu cozinhasse apenas o que ele sabe, e não que inventasse moda na cozinha. Já o Padre Evandro, que fez um caldo de frutos do mar com camarões grelhados, teve seu prato chamado de extraordinário pelo Erick Jacquin. Na disputa entre os melhores, o Padre Evandro – ao contrário dos comentários do Aristeu – foi o vencedor da caixa afrodisíaca.

Escolinha do Professor Fogaça

A prova de eliminação dessa vez foi um desafio de reprodução. Dessa vez, os cozinheiros amadores precisaram fazer igualzinho a barriga de porco com cuscuz marroquino do chef Henrique Fogaça… mas é claro que teria alguma pegadinha nisso.

Como Kauê, Thiago e Aristeu foram os piores pratos da Caixa Misteriosa, eles foram PROIBIDOS de assistir ao chef fazendo o prato. E para piorar, o padre Evandro teve de escolher mais três cozinheiros para ficarem de fora da aulinha particular. Com dor no coração (mas com justificativas na ponta da língua), Evandro excluiu Eliane, Angélica e Vinícius do mini-curso.

Só o fato de não terem visto a aula já afetou muito o desempenho dos cozinheiros, mas muitos souberam lidar bem a situação usando a criatividade. Quer dizer, alguns com criatividade até demais: Kauê tentou improvisar um caldo com um monte de vegetal que chocou até a Paola, já Crisleine achou que seria legal colocar mais pimenta do que Fogaça em seu prato. Resultado? Jacquin ficou igual um dragão cuspidor de fogo ao comer sua barriga de porco.

Maria Antônia teve o melhor prato entre os competidores, e subiu ao mezanino com louvor. Já Kauê, Crisleine e Eliane ficaram entre os piores pratos. Por ter assistido à aula do Fogaça e mesmo assim ter errado muito, Crisleine acabou sendo eliminada. Quando os outros dois estavam meio aliviados por terem se safado… Paola pediu um tempinho pois ainda tinha algo a falar. O prato de Kauê também foi duramente criticado, e ele foi eliminado junto da colega.

A primeira eliminação dupla da temporada.

Crisleine e Kauê eliminados do MasterChef

 (Foto: Carlos Reinis/Band/Divulgação)

No próximo programa, eles precisarão cozinhar em uma prova de equipe, e vai sobrar principalmente para o padre Evandro. Será que é a lei do retorno?