MasterChef: cozinheira vai contra o próprio grupo e prejudica colegas

A produção está se esforçando bastante para semear a discórdia entre os aspirantes a MasterChef.

Terça-feira já está marcado na nossa agendinha como o dia em que vamos dormir muito tarde, afinal já começou a nova temporada do ‘MasterChef Brasil‘ e estamos aficionados pelo tanto de comida gostosa e barraco que está saindo entre os participantes da competição. No programa dessa terça (11), os cozinheiros tiveram de encarar desafios nunca antes vistos na história do ‘MasterChef’… ou seja, foi pura surpresa.

A maior prova de todos os tempos

300 pratos! É assim que começou a primeira prova do dia no ‘MasterChef Brasil’, e é a maior prova já realizada na história desse programa. Todos os cozinheiros se dividiram em times para servir 200 pessoas no Centro de Tradições Nordestinas de São Paulo. E como a dificuldade no reality é sempre garantida, eles tiveram como participação especial nada menos que um dos maiores chefs de comida nordestina, Rodrigo Oliveira. Imagine a tensão naquele lugar!

Os 18 cozinheiros foram divididos em duas equipes. A azul, comandada pela vencedora da ultima prova de eliminação, Rita, e a vermelha, comandada por Ana Luiza que foi escolhida pela própria Rita para ser a líder rival.

O objetivo, de acordo com Ana Paula Padrão, era preparar um Baião de Dois, com excelência e toques de inovação. Ah, e detalhe importante: devia ser preparado em duas horas. Para decidir quem levaria a disputa, as 300 pessoas votavam nos pratos favoritos, valendo um ponto. O outro ponto viria de Rodrigo Oliveira, o chef convidado. Se desse empate, aí entraria o trio composto por Erick Jacquin, Paola Carosella e Henrique Fogaça para dar o voto de Minerva.

A equipe azul de Rita, apesar de estar tentando um novo procedimento para cozer o arroz – no forno – estava com problema em preparar o feijão, enquanto que a equipe vermelha de Ana enfrentava graves problemas de cálculos de comida, seja de porções ou proporções de arroz e feijão. Para fazer o negócio ir de mal a pior, a equipe de Ana fez um open-bar de maus-tratos a alimentos: o pessoal deixava comida cair no chão e ninguém limpava.

Faltando menos de uma hora para o fim da prova, as duas equipes estavam com problemas, seja no gerenciamento de tempo quanto na contagem de quanta comida deveria ser feita (Paola depois precisou avisar que nesses casos sempre se cozinha PRA MAIS). Por sorte eles conseguiram servir as 300 pessoas, e deu Time Vermelho na cabeça com unanimidade entre público e o jurado convidado.

O atum da discórdia

Nessa temporada do ‘MasterChef Brasil’ se tornaram comuns alguns pequenos joguinhos e prendas promovidas pela produção para colocar fogo no parquinho.

Dessa vez, Ana Paula Padrão chegou ao time azul (que iria fazer a prova de eliminação) e ofereceu uma proposta aparentemente irrecusável: eles teriam um minuto para decidir, em comum acordo, três pessoas que não fariam a prova de eliminação e pulariam direto para o mezanino. Mas só se rolasse acordo, caso contrário todos estavam na prova de eliminação. Os olhos de todos brilharam, e logo eles confabularam quem deveria subir.

Mas ninguém imaginava que daria climão. A líder sugeriu três nomes (os que ela julgou terem ido bem na primeira prova) e as pessoas do grupo falaram que tudo bem garantir essa imunidade a esses três. Só que quando Ana Paula Padrão foi conferir se todo mundo estava de acordo, Angélica não parecia muito contente. A cozinheira amadora até tentou falar que era a escolha da maioria, então não podia fazer nada, mas Padrão avisou que não tinha nada disso, e que se não fosse de comum acordo todos fariam a prova. “Eu prefiro que todos façam a prova”, disparou Angélica.

Gif destruidora mesmo

 (Giphy/Reprodução)

A decisão da cozinheira pegou muito mal, tanto entre os companheiros do time quanto quem estava no mezanino acompanhando de longe a prova. E assim, todos os aspirantes participaram de uma prova em que o protagonista era o atum.

Mas havia uma regra diferente dessa vez: cada um começaria a prova em um tempo, que seria avisado só na hora pela líder. Mais conflito para a cozinha do ‘MasterChef Brasil’, pois teve gente com quase o triplo do tempo para preparar um prato.

A vencedora da prova foi Rita, que fez um belíssimo atum com gergelim. Só de ver essa foto já estamos aqui babando, imagina os jurados quando viram essa maravilha!

Atum masterchef

 (Carlo Reinis/Band/Divulgação)

Na berlinda ficaram Angélica, que havia negado salvar três pessoas anteriormente, e Andressa. Como esta cometeu muito mais erros em seu prato, os chefs decidiram eliminar Andressa mesmo.

Andressa saiu masterchef

 (Carlo Reinis/Band/Divulgação)

 

E no próximo programa, teremos um tema bem… “caliente”… para a Caixa Misteriosa, pois os cozinheiros precisarão fazer pratos afrodisíacos! Vamos até ficar com sono, mas não vamos perder.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s