MasterChef Profissionais cozinham em casamento e noivo não gosta

Após cozinharem para 250 convidados, participante é eliminado por cometer um erro de principiante na prova de frutos do mar.

Um dos momentos mais felizes na vida de muitas pessoas é o dia do casamento. Em um dia tão especial, nada pode dar errado e todos os detalhes da festa são planejados milimetricamente. Quer dizer, menos quando sua recepção se transforma numa prova em grupo do ‘MasterChef Profissionais‘ e seu dia especial pode ir por água abaixo em uma carne com ponto errado.

Ana Paula Padrão anunciou a prova do dia como uma das maiores já feitas no ‘MasterChef Brasil‘. A tarefa dos dois times era alimentar 250 convidados (mil pratos) em uma festa de casamento. Uma das grandes mudanças nessa prova em grupo foi que, pela primeira vez, ela seria realizada SEM grupos: Paola Carosella, Erick Jacquin e Henrique Fogaça analisariam os participantes individualmente de acordo com o desempenho na prova. Como um grupo grande não funcionaria na base da anarquia, Mirna foi escolhida como chef e Irina a sous-chef (ou vice-decorativa).

Os problemas foram aparecendo já na preparação. Mirna havia decidido fazer um dos pratos gratinados, mas na metade do caminho eles descobriram que não havia queijo. Francisco (que foi apelidado de “Paizão” por Clécio nesse episódio, irritando 60% da internet brasileira) então sugeriu que ela desse aquela improvisada com cream cheese e assim foi. Faltando três minutos para servir as entradas, o caos estava instituído na praça, a ponto de Mirna declarar que ia estragar o casamento da coitada da noiva.

À medida que iam chegando ao prato principal, as coisas foram complicando ainda mais. No pior momento, eles descobriram que os peixes estavam tão crus que poderiam ser usados para um rodízio de comida japonesa. Por sorte tudo foi dando certo e todo mundo elogiou o ponto do peixe, inclusive os jurados.

masterchef profissionais

(Band/Reprodução)

Depois que Paola deu aquela pressionada dizendo que o grupo de competidores profissionais estava mais amador que os participantes do primeiro “MasterChef Brasil”, a coisa começou a andar na marra. Claro que o pessoal da internet pensou em soluções bem mais simples:

Reunidos de volta na cozinha, os participantes mais sem papas na língua já começaram a apontar o dedinho e falar quem havia cometido erros numa pequena lavação de roupa suja. Estava servida a torta de climão, principalmente entre Francisco e Mirna. Jacquin pediu a palavra e acrescentou que parte dos convidados não comeu a carne por causa do ponto, inclusive o noivo.

Resolvidas as tretas, os jurados precisavam escolher quem havia se sobressaído. Ravi foi eleito o melhor da prova e, ao lado de Guilherme, foi dispensado da prova de eliminação. A terceira pessoa que se safou foi decidida por Mirna: Pablo se manteve firme durante todo o problema com o peixe e foi premiado com o mezanino.

A prova de eliminação era fazer um prato com frutos do mar e uma seleta lista de 10 ingredientes que foram disponibilizados pela equipe do programa.  Ah, mas não seria ‘MasterChef Brasil’ se não tivesse algum detalhezinho para ferrar algum participante, não é? Ravi precisou escolher alguém para tirar metade dos ingredientes, e o cozinheiro de boné escolheu Francisco “Paizão” para isso.

MasterChef Profissionais

(Band/Reprodução)

Mas não acabou por aí. Ana Paula Padrão promoveu um amigo secreto da passada de perna – cada um dos participantes pôde escolher alguém para tirar 5 ingredientes da cesta, criando uma corrente de desconforto e inimizade do jeito que qualquer amante de reality show gosta.

Com apenas 45 minutos de prova, todo mundo tentou se virar com os ingredientes que tinham. Irina foi bastante prejudicada, mas conseguiu se livrar dos cortes de Clécio e apresentou um prato que agradou aos chefs. Já William cometeu um erro digno de amador ao servir um prato de camarão sem limpar o bicho.

“Tem dois pratos que com certeza foram os piores”, declarou Paola Carosella quando se reuniu com os outros jurados para decidir quem seria eliminado. Raíssa e Irina foram escolhidos como os melhores pratos, mas por conta da apresentação Raíssa foi a vencedora. Para a berlinda então foram escolhidos Mirna, Angélica e William.

Jacquin começou a lista de críticas dos pratos dos “emparedados”, indo desde a aparência feia de algumas refeições até o camarão sujo que William não limpou. Mas este erro de principiante acabou custando a cabeça do rapaz na competição.

(Band/Reprodução)

“Sou muito agradecido pela chance”, declarou William para Ana Paula Padrão, no vestiário. O chef explicou que não conseguiu cozinhar como costuma fazer, e por isso cometeu equívocos como a limpeza do camarão. “É uma experiência transformadora na vida de qualquer um”, encerrou.

No próximo programa, teremos uma Caixa Misteriosa inédita na história do programa e a presença de uma vaca (sério) no estúdio para uma prova de eliminação. Imaginem os memes!

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s