Morre Zazá, antiga dupla do cantor Zezé di Camargo, aos 67 anos

O cantor foi o terceiro a fazer dupla com Zezé di Camargo, até que chegasse a vez de Luciano com quem "É o amor" estourou.

Infelizmente mais uma perda para o mundo da música aconteceu na última sexta-feira (12). Parceiro musical de Zezé di Camargo na década de 80, Zazá morreu aos 67 anos, no hospital de Ipameri, Goiás. O velório começou na madrugada do último sábado (13) e o enterro estava previsto para às 16h, segundo informações do “UOL“.

De acordo com o “G1”, um dos oito irmãos de Zazá, Lázaro Batista da Silva, explicou que o cantor estava lutando contra um câncer no pâncreas, descoberto há dois anos. “Operou no ano passado e deu uma melhorada, mas agora piorou e não resistiu”, enfatizou o irmão. 

Zazá ganhou mais destaque depois do filme “Depois Filhos de Francisco”, no qual a trajetória de Zezé di Camargo e Luciano é detalhada ao público. Com o foco em mostrar como eles se tornaram a conhecida dupla da música “É o amor”, o longa trouxe quais foram as pessoas que antecederam Luciano.

A primeira foi o irmão Emival, em que sua dupla com o cantor ficou conhecida como Camargo e Camarguinho. Infelizmente, ele faleceu em um acidente de carro em 1975. Em seguida, Zezé se juntou com Neilton com a dupla reconhecido como Neilton e Mirosmar, o nome verdadeiro do cantor. Só que assim como o primeiro, a dupla foi interrompida por um problema físico. Neilton foi vítima de uma parada cardíaca em 2017. 

Depois de Emival e Neilton, a escolha de Zezé foi o amigo Zazá, com quem dividiu os palcos na década de 80. Eles gravaram três discos juntos, mas acabaram separados mais tarde. Zazá tentou continuar a carreira musical com alguns discos solos, mas não deu continuidade ainda que nunca tenha saído do mundo musical completamente.

Em um nota da imprensa para o G1 e UOL, Zezé expressou os sentimentos sobre o antigo parceiro musical. “Ele deseja sentimentos para a família e que Deus o tenha em sua santa paz”. 

Ainda que tenham feito sucesso quando juntos, a situação entre eles ficou balançada quando Zazá moveu uma ação judicial contra Zezé. Ele exigia R$ 5,5 milhões pela sua história contada “de maneira equivocada” no filme “Dois Filhos de Francisco”, em 2010. Zazá não ganhou.