O triste adeus a Ida Gomes

A atriz faleceu aos 75 anos, vítima de uma pneumonia

A atriz Ida Gomes estreou na televisão
em 1951, na extinta TV Tupi
Foto: Divulgação/ Rede Globo

Sofrendo havia duas semanas com uma pneumonia, a atriz Ida Gomes, de 75 anos, morreu na noite de domingo, 22, no Hospital Samaritano, no Rio de Janeiro.
 
A intérprete, cujo nome verdadeiro era Ida Szafran, nasceu na Polônia e foi criada até os 13 anos na França antes de vir para o Brasil, onde tornou-se famosa como grande estrela das artes.
 
A carreira dela teve início no rádio, e em 1951 atuou pela primeira vez na televisão, no Grande Teatro Tupi, na extinta TV Tupi.
 
Com mais de 30 novelas em seu currículo, Ida se destacou bastante no papel cômico de Dorotéia, uma das três irmãs Cajazeiras, na novela O Bem Amado, da Globo, em 1973, personagem repetida com sucesso no seriado de mesmo nome nos anos 80. Sua estreia no cinema aconteceu em 1963, na versão dirigida por Billy Davis para Bonitinha, Mas Ordinária, de Nelson Rodrigues.
 
A artista também fez participações em algumas séries, como A Diarista, Os Normais, Sob Nova Direção e Você Decide, além de integrar o elenco da minissérie JK.
 
Curiosamente, Ida, que era judia, foi uma das atrizes mais escaladas para viver freiras na telinha. Durante divertida entrevista a Jô Soares, em 2001, ela declarou: “Eles tentaram por diversas vezes me converter com papéis de irmãzinhas ou madres superioras, porém não conseguiram”, afirmou, bem-humorada, a atriz, que não deixa herdeiros.