OSCAR 2015: Birdman leva principais prêmios e termina noite como grande vencedor

Discursos políticos e performance de Lady Gaga também se destacaram na edição 2015 da premiação mais tradicional do cinema

O filme Birdman ou A Inesperada Virtude da Ignorância venceu as principais categorias do Oscar 2015 e saiu da festa como o grande vencedor. Com orçamento pequeno para os padrões hollywoodianos, o longa venceu os prêmios de melhor filme, diretor, roteiro original e fotografia. O Grande Hotel Budapeste também levou quatro estatuetas, todas técnicas.

O ator e humorista Neil Patrick Harris começou a cerimônia com uma piada. Acusado de excesso de conservadorismo, já que não há atores, atrizes ou diretores negros indicados, o mestre de cerimônias brincou com a polêmica envolvendo o Oscar: “Hoje celebramos os mais brancos de Hollywood… ops, brilhantes”.

A premiação também foi marcada pelas apresentações musicais: Adam Levine, Rita OraLady Gaga e John Legend se apresentaram no palco. Legend fez uma performance emocionante de Glory, premiada pelo filme Selma como a melhor canção original. Vários atores se emocionaram na plateia, incluindo a apresentadora Oprah Winfrey.

Kevin Winter/Getty Images Kevin Winter/Getty Images

Kevin Winter/Getty Images (/)

Mas coube à Lady Gaga o número mais aguardado da noite. Ela homenageou A Noviça Rebelde, clássico que está completando 50 anos em 2015. Ao final, Julie Andrews, estrela do musical, apareceu no palco e foi aplaudida de pé pelos presentes. “Querida Lady Gaga, obrigada pela homenagem, tocou tanto o meu coração”, disse muito emocionada.

O primeiro prêmio da noite foi para J.K. Simmons, que venceu a estatueta de melhor ator coadjuvante por sua atuação em Whiplash – Em Busca da Perfeição, longa que conta a história de um professor de música que treina um jovem talento. Em seu discurso, Simmons lembrou a família: “eu me sinto incrivelmente abençoado”.

Getty Images Getty Images

Getty Images (/)

Já a estatueta de melhor atriz coadjuvante foi para a veterana Patricia Arquette de Boyhood – Da Infância à Juventude. Ela aproveitou o espaço para pedir direitos iguais para as mulheres. “Para cada mulher que deu à luz, para cada contribuinte e cidadão deste país, lutamos pela igualdade de direitos de todos os outros. É a nossa vez de ter igualdade salarial de uma vez por todas e igualdade de direitos para as mulheres nos Estados Unidos da América”, disse Arquette. 

Outro momento emocionante aconteceu quando o roteirista Graham Moore subiu ao palco para receber o prêmio de melhor roteiro adaptado pela cinebiografia O Jogo da Imitação. Ele contou que aos 16 anos tentou se matar por ser diferente e que, hoje, estava ali recebendo sua primeira estatueta. “Permaneçam sendo diferentes, estranhos, quando vocês subirem até o palco será a vez de vocês passarem adiante esse discurso”, disse. Emocionados, vários atores aplaudiram de pé.

O melhor diretor foi o mexicano Alejandro González Iñarritu por Birdman ou A Inesperada Virtude da Ignorância, filme que relata a história de um ator em baixa na carreira que se dedica ao teatro para dar a volta por cima. É o segundo ano seguido que um diretor do México vence a categoria. Ano passado o prêmio foi para Alfonso Cuáron por Gravidade.

Já os principais prêmios de atuação ficaram em boas mãos. A Teoria de Tudo rendeu o Oscar de melhor ator para Eddie Redmayne. A favoritíssima Julianne Moore levou o prêmio por Para Sempre Alice, em que interpreta uma mulher de meia idade que descobre um tipo raro de Mal de Alzheimer. “Obrigado aos meus pais que me mostraram o mundo e disseram que eu poderia ser aquilo que eu quisesse”, disse.

Kevork Djansezian/Getty Images Kevork Djansezian/Getty Images

Kevork Djansezian/Getty Images (/)

Confira a lista completa dos vencedores:

Ator coadjuvante: J.K. Simmons por Whiplash – Em Busca da Perfeição

Melhor figurino: O Grande Hotel Budapeste

Melhor maquiagem e penteado: O Grande Hotel Budapeste

Melhor filme estrangeiro: Ida (Polônia)

Melhor curta-metragem em live-action: The Phone Call

Melhor documentário em curta-metragem: Crisis Hotline: Veterans Press 1

Mixagem de som: Whiplash – Em Busca da Perfeição

Edição de som: Sniper Americano

Atriz coadjuvante: Patricia Arquette por Boyhood: Da Infância à Juventude

Animação em curta-metragem: O Banquete

Animação: Operação Big Hero

Design de produção: O Grande Hotel Budapeste

Fotografia: Birdman ou A Inesperada Virtude da Ignorância

Montagem: Whiplash – Em Busca da Perfeição

Documentário: CitizenFour

Canção original: Glory do filme Selma

Trilha sonora: O Grande Hotel Budapeste

Roteiro Original: Birdman ou A Inesperada Virtude da Ignorância

Roteiro Adaptado: O Jogo da Imitação

Diretor: Alejandro González Iñarritu por Birdman ou A Inesperada Virtude da Ignorância

Ator: Eddie Redmayne por A Teoria de Tudo

Atriz: Julianne Moore por Para Sempre Alice

Filme: Birdman ou A Inesperada Virtude da Ignorância

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s