Oscar premia o maior número de mulheres e negros na história da premiação

O número de figuras femininas e negros bateu os recordes antes estabelecidos em 2007 e 2017, respectivamente.

Para a nossa felicidade, o Oscar 2019 foi marcado por mais do que apresentações impressionantes e looks bonitos. Dessa vez, a grande noite da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas bateu recorde e premiou o maior número de mulheres e negros de toda a sua história.

Segundo o site “The Wrap”, 15 mulheres levaram a estatueta para casa, enquanto que sete artistas negros foram premiados durante a noite.

A forte presença de figuras femininas na premiação é ainda mais importante quando o último recorde foi estabelecido em 2007, com 12 mulheres vencedoras em diferentes categorias. Em 2015, o número se repetiu, mas não ultrapassou.

Já o recorde de artistas negros vencedores aconteceu em 2017, quando cinco famosos levaram a estatueta, incluindo Mahershala Ali, que ganhou neste ano como “Melhor ator coadjuvante” por “Green Book: O Guia”.

Confira a lista completa:

Ruth E. Carter – Melhor figurino com “Pantera Negra”

Regina King – Melhor atriz coadjuvante com “Se a rua Beale falasse”

Hannah Beachler – Melhor direção de arte com “Pantera Negra”

Olivia Colman – Melhor atriz por “A Favorita”

Lady Gaga – Melhor canção original com “Shallow” de “Nasce uma Estrela

Nina Hartstone – Melhor edição de som com “Bohemian Rhapsody”

Elizabeth Chai Vasarhelyi e Shannon Dill – Melhor documentário por “Free Solo”

Rayka Zehtabchi e Melissa Berton – Melhor documentário em curta-metragem com “Absorvendo Tabu”

Kate Biscoe e Patricia DeHaney – Melhor cabelo e maquiagem com “Vice”

Domee Shi e Becky Neiman-Cobb – Melhor curta-metragem de animação com “Boo”

Jaime Ray Newman – Melhor curta-metragem por “Skin”

Mahershala Ali – Melhor ator coadjuvante com “Green Book: O Guia”

Spike Lee e Kevin Willmott – Melhor roteiro adaptado com “Infiltrado na Klan”

Peter Ramsey – Melhor animação com “Homem Aranha no Aranhaverso”