Para a polícia, Leila Lopes realmente se matou

O laudo da morte, supostamente por envenenamento, só sairá daqui a um mês

Para os investigadores, 
Leila Lopes cometeu suicídio
Foto: Vladimir Fernandes

A atriz Leila Lopes, 50 anos, foi enterrada no sábado, dia 5 de dezembro, no Cemitério Municipal Dois de Novembro, na cidade de Esteio (RS). A estrela, que fez muito sucesso nos anos 90, foi encontrada morta na madrugada de quinta, 3 de dezembro, no seu apartamento em São Paulo, no Morumbi. E, uma semana após a tragédia, o mistério sobre o caso continuava intrigando a polícia. 

De acordo com o registro de ocorrência, não havia sinais de violência física no corpo de Leila. Portanto, a hipótese de suicídio é grande e continua sendo apurada. “A polícia trabalha realmente com essa suposição, tendo em vista que a atriz deixou uma carta de despedida. Ela estava trancada sozinha no apartamento e a abertura foi feita através de um chaveiro que a amiga (a dentista e vizinha Liliana Alonso) levou até o local a pedido do ex-marido dela (Jean Fronterotta). Infelizmente ela a encontrou já sem vida”, contou o delegado Celso Lahoz Garcia do 89o Distrito Policial, em São Paulo. 

A autoridade ainda comentou que havia veneno de rato – o popular chumbinho – misturado a restos de alimentos. Isso, além de muitos medicamentos espalhados pelo quarto. Mas o laudo só será fechado com a causa da morte da artista daqui a 30 dias. Em agosto, Leila ficou por duas semanas internada com fortes dores abdominais. Os exames revelaram que ela sofria de endometriose. No mês passado, os médicos retiraram o útero da atriz e ela se encontrava em recuperação desta cirurgia. 

Quem conhecia Leila ficou chocado com sua morte. Sem condições de conversar com a imprensa, Jean, o ex-marido, soltou uma nota: “Agradeço à imprensa, aos amigos que estão mandando seu carinho e às várias manifestações de todos os lugares do Brasil. Prefiro não falar nada agora”. 

Uma amiga da atriz, a assessora de imprensa Suely Couto, contou ao site G1, da Globo.com, que não acredita na versão de suicídio e que aparentemente ela mostrava-se superbem. “Ela foi testemunha minha num processo e estava ótima! Conversamos, brincamos…”, contou. 

Suely ainda afirmou: Leila estava sem trabalho, mas começaria a ensaiar uma peça no ano que vem. “Na terça, eu falei para ela se animar, que iam aparecer trabalhos, coisa que a gente diz para toda amiga”, garantiu.

Carreira
Entre os principais trabalhos de Leila Lopes na TV estão as novelas “Pantanal”, em 1990, na extinta Manchete, quando interpretou Lúcia. Isso, além de “O Rei do Gado”, em 1996, como Suzane, e “Renascer”, em 1993, no seu papel de maior sucesso, o de professorinha Lu, ambas na Globo. Nascida em São Leopoldo (RS), Leila Lopes também fez um ensaio fotográfico para a edição de março de 1997 da revista PLAYBOY, que vendeu mais de 500 mil exemplares. Após 2008, passou a fazer filmes adultos.