Participante comete erro no ‘MasterChef’ e Paola troca liderança na prova

Muito caos, correria e ovos insuficientes no último episódio exibido do 'MasterChef Brasil'. E um eliminado bem inesperado!

Nem parece que estamos chegando perto da final do ‘MasterChef Brasil‘, não é mesmo? Ok, ainda temos praticamente dois meses de programa, mas os participantes estão afunilando e os desafios vão ficando mais complicados. No programa exibido na última terça (19), acompanhamos uma prova em grupo dificílima e uma disputa de eliminação que faria qualquer um ir à loucura. Se você dormiu cedo, perdeu as contagens regressivas de Ana Paula Padrão e quer saber o que rolou no programa, estamos aqui prontos para a tradicional cobertura do ‘MasterChef Brasil’, vem com a gente!

É hora do brunch

A palavra “brunch” parece uma daquelas invenções doidas de pessoas ricas, mas nada mais é do que uma mistura de café da manhã (breakfast) com almoço (lunch), uma refeição combinando ingredientes tradicionais de ambos os serviços. Os nove cozinheiros amadores restantes no ‘MasterChef Brasil’ receberam uma aulinha de Paola Carosella em um dos mais luxuosos hotéis de São Paulo sobre o que significava a tal palavra “brunch” e descobriram o desafio da vez: divididos em trios, eles teriam de produzir um brunch em seis etapas. Para deixar tudo ainda mais complicado, as etapas seriam intercaladas entre os grupos, e cada um precisaria cuidar de duas fases distintas. No cardápio, havia pratos complicados como pão tailandês, tartar de cordeiro e uma pavlova.

Vinícius, por ter vencido a prova do último programa, teve a liberdade de escolher livremente os trios. O rapaz ficou no time azul com Rita e o major Thiago, no time vermelho ele colocou Victor Hugo, Hugo e Eliane e, por fim, restou ao amarelo os participantes Evandro, Maria Antônia e Katleen. A escolha quer dizer que Vinícius garantiu vantagem para seu próprio time? Bem longe disso.

Ovos do Vinícius, Masterchef

 (Band/Reprodução)

Na verdade, o time azul de Vinícius se perdeu demais durante a disputa. Ao perder muito tempo fazendo um ovo cozido dentro de uma casca, os membros da equipe não fizeram uma matemática básica e os ovos acabaram antes de servir todo mundo. Para solucionar o problema, eles improvisaram uns pratos a mais com ovos mexidos para completar o serviço. Inconformada com a pachorra de mandar pratos diferentes para o salão, Paola Carosella apareceu na cozinha e destituiu Vinícius do posto de líder, passando o bastão para Rita. Isso mesmo, pela primeira vez vimos um líder perdendo a coroa por ineficiência.

O golpe abalou muito o emocional de Vinícius, e de alguma forma acabou afetando o desempenho do trio. Sendo assim, não foi surpresa alguma ver o time azul sendo mandado direto para a prova de eliminação ao final do brunch especial. Henrique Fogaça e Erick Jacquin estavam visivelmente incomodados com a necessidade de comer os pratos enviados pelo time azul! Além de Vinícius, Rita e Thiago, foram mandados para a temida berlinda Victor Hugo e Eliane do time vermelho, pois Hugo havia se safado ao lado do trio amarelo (pois é, Katleen especialista em escapar de eliminações).

Imitando Paola Carosella

Uma das provas mais difíceis do ‘MasterChef Brasil’ é sempre quando os cozinheiros amadores precisam imitar algum dos chefs jurados em algum prato muito complicado para reles mortais. Dessa vez, ele tiveram de imitar todos os procedimentos de Paola Carosella no preparo de uma Cazuela Siciliana. O prato envolve múltiplas etapas de preparo prévio (conhecido como mise en place) e MUITOS ingredientes, mas basicamente consiste em um peixe cozinhando no próprio molho em pouco tempo.

Ingredientes da Paola Carosella, Masterchef

 (Band/Reprodução)

A prova de eliminação foi dividida em duas etapas: na primeira os cozinheiros deveriam cuidar desse pré-preparo do jeito que Paola Carosella ensinou em uma hora. Quem fizesse bem, estaria dispensado da prova de eliminação e iria ao mezanino, já o resto teria apenas 20 minutos para terminar a receita.

Um dos participantes com maior dificuldade foi Thiago. Ele se acidentou fora do programa e precisou colocar uma bota ortopédica no pé. Como estava com os movimentos limitados, a produção do ‘MasterChef Brasil’ aplicou as mesmas condições oferecidas à Helena na primeira edição do reality, lá em 2014: o major teve a companhia de um cozinheiro assistente cuja função era ir buscar coisas e o auxiliá-lo na movimentação pela bancada.

Mesmo com uma hora para realizar tarefas “simples” como molho de tomate e cortar cebola em fatias muito finas, o desespero tomou conta dos participantes. Pequenos erros foram feitos e muita bagunça no mise en place. Terminada a prova, os chefs passaram de mesa em mesa provando todos os preparos prévios dos competidores. Eles escolheram Victor Hugo como o mais competente, lhe permitindo subir ao mezanino e se livrar do maior desafio de todos: terminar o prato num tempo absurdo de pequeno.

Agora sim foi uma luta: Vinícius desafiou sua derrota na prova anterior, Rita estava perdidaça, Eliane se desorientou mesmo tendo feito o segundo melhor mise en place e, por fim, Thiago estava com sua limitação motora. O tempo terminou e Rita encerrou seu prato no último momento. Mesmo assim, conseguiu ser melhor que o prato feinho de Eliane.

Surpreendendo a todos, a bagunça de Rita agradou aos chefs e ela foi eleita como a melhor da prova. Já Vinícius, baqueado pelo climão da primeira prova, acabou sendo eliminado do programa. Em conversa com Ana Paula Padrão, o rapaz confessou ter sentido o peso da derrota na prova do brunch, mas que viu sua vida ser mudada totalmente.

No próximo programa, os cozinheiros vão encarar uma caixa surpresa especial feita pelos participantes do ‘MasterChef Profissionais’ do ano passado. E a prova de eliminação será terrível: uma combinação de chocolate… com carne! Essa a gente não pode perder.