Paulo Gustavo se desculpa e muda personagem após polêmica sobre racismo

A personagem Ivonete gerou discussão sobre o uso do "blackface".

Há alguns dias o comediante Paulo Gustavo reascendeu o debate sobre a prática do blackface na ficção e passou a ser alvo de críticas nas redes sociais. Isso porque, no dia 12 de junho, ele anunciou que sua personagem Ivonete estaria de volta ao programa 220 volts, do Multishow. 

Blackface é o uso de tinta e maquiagem para transformar uma pessoa branca num personagem negro. A prática é considerada racista, pois remete ao Século 19, quando a técnica tornou-se popular em peças cômicas que humilhavam a população negra. Naquela época – e ainda hoje – esse tipo de caracterização contribui para reafirmar esteriótipos ofensivos.

Reprodução Reprodução

Reprodução (/)

Paulo Gustavo chegou a se defender, alegando que interpreta diversos outros personagens caricatos e que não fazia sentido ser criticado apenas por conta de Ivonete. “Ao contrário de outras personagens que eu uso para ridicularizar o tipo que elas representam, a Ivonete existe pra ridicularizar quem a ridiculariza, porque eu quero rir de gente que não gosta das Ivonetes. Porque eu amo a Ivonete. Ela é negra, nasceu negra e eu tenho o mesmo respeito por ela que eu tenho com todas as pessoas”, postou ele, no mesmo dia em que a polêmica teve início.

No último sábado, porém, o ator resolveu voltar atrás e acabou reconhecendo o erro. Em um novo post, via Facebook, ele pediu desculpas e disse que passou a compreender o problema. 

 

A personagem continuará existindo, mas passa a ser uma mulher branca. Depois da retratação, Paulo Gustavo tem sido muito elogiado pelos internautas e seu post já conta com mais de 75 mil likes. 

A importância de Mercúrio no seu Mapa Astral – escute já!