Priscila Fantin: ‘Tive depressão, o Renan me trouxe alegria de viver’

Ao lado do marido e do filho, a atriz fala sobre as armadilhas da fama e conta como superou uma depressão

Renan, Priscila, Romeo e o buldogue inglês Chico, de 3 anos e meio
Foto: Dario Zalis

Demorou um tempo para que Priscila Fantin, 31 anos, entendesse o que estava acontecendo com ela. Foi somente depois de protagonizar sua quarta novela, Sete Pecados, em 2008, que a atriz se deu conta que faltava alguma coisa, mesmo sendo uma das principais atrizes da Globo. Só isso não a fazia totalmente feliz. “Tive depressão. Entendi que estava no lugar errado, que estava vivendo uma imagem que não correspondia à minha essência”, desabafa em conversa com CONTIGO!.

Ao lado dela, está o marido, o ator Renan Abreu, 31, brincando com o filho do casal, o fofo e loiríssimo Romeo, 2, devidamente vestindo sua camisetinha do Superman – e o buldogue inglês Chico, de 3 anos e meio, também parte da turma. Renan é um dos “remédios” da volta por cima da crise de Priscila, com sessões de análise, que também chegaram em boa hora. “Minha terapeuta diz que o Renan me jogou uma corda. Ele me trouxe alegria de viver, coloriu minha vida”, afirma Priscila.

Priscila Fantin: 'Tive depressão, o Renan me trouxe alegria de viver'

Priscila mostra sua alegria de vida com Romeo
Foto: Dario Zalis