Quando o passado bate à porta

Confira os detalhes de Passione, a substituta de Viver a Vida

O personagem de Tony não conhece a mãe
Foto: Divulgação

Tony Ramos voltará a encarnar um papel cujo nascimento é envolto em mistério. Se, em Caminho das Índias, seu personagem, Opash, não sabia quem era o pai, na próxima trama das 9, ele vai ignorar a existência da mãe, Bete (Fernanda Montenegro). É em torno desse fato que girará Passione, novela de Silvio de Abreu que estreia em maio. A história começa quando Eugênio (Mauro Mendonça), à beira da morte, revela à esposa, Bete, que seu primeiro filho não morreu. Ele pede perdão e explica que não suportou a ideia de criar o filho dela com outro – é que, ao se conhecerem, Bete estava grávida. Eugênio diz ainda que, após o parto, entregou o bebê a um casal de italianos. Eugênio morre, deixando Bete transtornada. A milionária fica sem saber onde está o primogênito e, pior, como contar à família que há mais um herdeiro. Como seus filhos, Saulo (Werner Schünemann), Gerson (Marcello Antony) e Melina (Mayana Moura), reagirão à descoberta de mais um irmão? Bete, claro, investiga e descobre que seu filho é viúvo, camponês, vive na Itália e atende pelo apelido de Totó. A revelação mexe com a vida de Totó e com as famílias, os amigos e os vizinhos dos envolvidos, na Itália e no Brasil. E, como em todo bom folhetim, a história despertará a ambição dos vilões, que, desta vez, serão vividos por Reynaldo Gianecchini (Fred) e Mariana Ximenes (Clara).