Quem era Dodi Al-Fayed, o homem que morreu ao lado de Lady Di

Além de namorado da Princesa Diana, Dodi Al-Fayed era herdeiro de uma grande fortuna e produtor executivo de cinema.

No dia em que se completam 20 anos da morte da Princesa Diana, vítima de um trágico acidente de carro em Paris, outro nome é menos lembrado: Dodi Al-Fayed, então namorado de Diana, que estava junto com ela no carro e também perdeu a vida no acidente. Ele tinha apenas 42 anos.

Dodi era o filho mais velho do bilionário egípcio Mohamed Al-Fayed, antigo dono da loja de departamentos londrina Harrods, uma das mais sofisticadas do mundo e do time de futebol inglês Fulham. Até hoje, o pai de Dodi é dono do Hôtel Ritz, em Paris, onde Diana e o namorado estavam hospedados antes de saírem para o trajeto de carro que lhes custou a vida.

Memorial Princesa Diana e Dodi Al Fayed Harrods O pai de Dodi construiu um memorial em homenagem ao filho e à Princesa Diana dentro da loja Harrods, em Londres

O pai de Dodi construiu um memorial em homenagem ao filho e à Princesa Diana dentro da loja Harrods, em Londres (Peter Macdiarmid/Getty Images)

Dodi namorava Diana havia apenas pouco mais de um mês. O namoro entre os dois era controverso, pois Dodi tinha um passado de playboy e mulherengo na juventude. Há rumores de que ele já havia se envolvido com as atrizes Winona Ryder e Brooke Shields. Além delas, Dodi foi casado por sete meses com a modelo Suzanne Gregard, em 1986, e teve um noivado com a também modelo Kelly Fisher, em 1997. 

O romance e o acidente

Foi neste ano que Dodi reencontrou Diana. Eles já se conheciam, mas somente depois do divórcio da Princesa que Dodi fez avanços, convidando ela e os filhos para passearem no iate da família. Eles foram, e depois Diana retornou sozinha. Foi após essa viagem, em que o casal navegou pela costa da Itália e da França, que Diana e Dodi sofreram o acidente fatal.

Na época do acidente, muito se questionou a respeito do relacionamento dos dois. Houve boatos de que Diana não estava apaixonada por Dodi, e estaria apenas curtindo a vida. O relações-públicas de Dodi na época, Michael Cole, declarou que os dois teriam noivado antes do acidente. Houve até quem especulasse uma possível gravidez de Diana na época da morte.

A parte do breve romance com Diana, que lhe deu notoriedade, Dodi era produtor de cinema. Ele trabalhou como produtor executivo em “Carruagens de Fogo”, “Hook: a Volta do Capitão Gancho” e “A Letra Escarlate”, entre outros títulos.