Referência no funk, Mr. Catra deixa 3 mulheres, 32 filhos e 4 netos

O funkeiro morreu neste domingo (09) após lutar por quase dois anos contra um câncer de estômago.

O funkeiro Mr. Catra, do hit “Adultério (Tédio)”, morreu na tarde deste domingo (09), aos 49 anos, em São Paulo, após lutar por quase dois anos contra um câncer de estômago. Ele deixa três mulheres e 32 filhos.

“Com enorme pesar que comunicamos o falecimento do amigo e cliente Wagner Domingues Costa, o Mr. Catra, que nos deixou na tarde deste domingo, 09, em decorrência de um câncer gástrico. O cantor e compositor estava internado no Hospital do Coração (HCor), em São Paulo, e já vinha lutando contra a doença. A informação foi dada à família pelo cirurgião oncológico, Dr. Ricardo Motta, por volta das 15h20 da tarde. Neste momento de sofrimento, agradecemos o carinho, cuidado e compreensão dos amigos da imprensa, e pedimos, gentilmente, para que respeitem o momento de tristeza da família”, informou a assessoria de imprensa do cantor.

View this post on Instagram

Bom dia gente! Hoje eu to com meu braço direito.

A post shared by Mr Catra (@mrcatrareal) on

Nascido Wagner, no morro do Borel, favela da Tijuca, na zona norte do Rio de Janeiro, ele foi criado pelos patrões da mãe dele, Elza Domingues (já falecida), o casal Gracy e Edgard Luiz Pinaud, no Alto da Boa Vista, bairro ~chique~ no Parque Nacional da Tijuca. Aliás, é por ter crescido na Rua Dr. Catrambi que ele foi apelidado como “Catra”.

Na adolescência, nos anos 1980, se destacou como líder estudantil do tradicional Colégio Pedro II. Foi lá, inclusive, que ele começou a primeira banda, a O Beco, na qual, acredite, ele fazia rock e atuava como guitarrista. Catra era mesmo cheio de surpresas. Logo depois, ainda flertou com o hip hop e com a faculdade de Direito. Largou os dois e se firmou, enfim, no funk, ritmo pelo qual ficou famoso e se tornou referência, seja pelo vozeirão, seja pelas polêmicas.

Lutando contra o câncer no estômago desde o começo do ano passado, de acordo com o Extra, ele passou por intenso tratamento e chegou a perder 35 kg, mas não resistiu. O artista também deixa quatro netos.