Regina Casé lamenta morte de dançarino do Esquenta

Douglas Rafael da Silva Pereira, 26, foi encontrado morto na terça-feira (22) dentro do complexo de favelas do Pavão-Pavãozinho-Cantagalo, em Copacabana

“Toda a família Esquenta está devastada com essa notícia terrível”, declarou Regina Casé
Foto: Facebook/Reprodução

Nesta terça-feira (22), Douglas Rafael da Silva Pereira, 26, foi encontrado morto dentro de uma creche do complexo de favelas do Pavão-Pavãozinho-Cantagalo, em Copacabana. Conhecido como DG, o rapaz era integrante do Bonde da Madrugada, que faz parte do elenco do programa Esquenta, apresentado por Regina Casé, na Rede Globo.

Em seu perfil oficial do Facebook, Regina lamentou a perda do colega de palco. “Eu estou arrasada e toda a família Esquenta está devastada com essa notícia terrível. Uma tristeza imensa me provoca a morte do DG, um garoto alegre, esforçado, com vontade imensa de crescer. O que dizer num momento desses? Lamentar claro essa violência toda que só produz tragédias assim. Que só leva insegurança às populações mais pobres do país. Agora, é impossível saber exatamente o que houve. Mas é preciso que a Polícia esclareça essa morte, ouvindo todos, buscando a verdade. A verdade, seja ela qual for, não porá fim à tristeza. Mas é o único consolo”, escreveu a apresentadora.

Alguns outros famosos também prestaram suas homenagens ao dançarino nas redes sociais:

Regina Casé lamenta morte de dançarino do Esquenta

DG clicou uma selfie com Anitta e a colocou como imagem de perfil de seu Facebook
Foto: Facebook/Reprodução

“Luto em respeito ao querido DG, que dançava muito e encantava a todos no elenco do ‘Esquenta’. Espero ter retribuído pelo menos um pouco do carinho que tinha por mim no momento dessa foto que enfeitou por tanto tempo sua página. Muita força e conforto no coração de seus amigos e familiares. O ‘Esquenta’ perdeu um amigo mas ganhou uma estrela no céu”, Anitta

“Meu Deus! O Douglas DG morreu! Puxa! Que tristeza”, Fernanda Paes Leme

Regina Casé lamenta morte de dançarino do Esquenta

Valesca Popozuda e DG nos bastidores do Esquenta
Foto: Facebook/Reprodução

“Luto por Douglas Rafael da Silva Pereira dançarino do ‘Esquenta’, comandado pela querida Regina Casé. Vai com Deus”, Valesca Popozuda

“Muito, muito triste! Que Deus de força e acalanto para o coração dos familiares, amigos, a toda a comunidade do Cantagalo, Pavão e Pavãozinho que perderam um ídolo, um exemplo de honestidade, alegria e muito muito talento. Não quero me precipitar buscando ou julgando o culpado dessa tragédia. A policia tem esse compromisso em descobrir quem matou DG e quantos DGs vão morrer todos os dias pelo Brasil todo? A todos os meus colegas do ‘Esquenta’ fica aqui o meu amor. DG estará para sempre nos nossos corações”, Preta Gil

A assessoria de imprensa da Polícia Civil divulgou um comunicado alegando a abertura do inquérito para investigar a morte de DG. O laudo feito no momento em que o corpo do dançarino foi encontrado, no entanto, mostrava escoriações compatíveis a uma queda, pois não existem marcas de tiros. Contudo, os amigos e a família acusam os Policiais Militares (PMs) da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) de terem espancado o jovem até o óbito na segunda-feira (21).

O complexo Pavão-Pavãozinho-Cantagalo já deveria estar pacificado, embora o governo alegue que isso foi feito. Porém, desde a implantação da unidade da UPP no local, os tiroteios têm acontecido frequentemente, segundo os moradores da região. Revoltados, eles desceram para o bairro de Copacabana no final da tarde de terça-feira (22) e montaram barricadas de fogo em famosas avenidas do local. A PM reprimiu o protesto e houve troca de tiros, reforçando a vigilância nos acessos e no alto das favelas desde o ocorrido.