Ribeirão do Tempo: Joca grampeia o telefone de Flores

O detetive quer provas de que foi o professor quem atirou nele

Siga o mdemulher no Instagram

Joca suspeita que Flores esteja por trás do atentado
Foto: Munir Chatack/Record

Depois de constatar que a polícia não fará nada para descobrir quem tentou matá-lo, Joca (Caio Junqueira) decide investigar por conta própria. Ele verifica seu equipamento de escuta e promete à mãe, Léia (Angelina Muniz) que fará de tudo até chegar à verdade.

Cada vez mais desconfiado de que foi Flores (Antonio Grassi) quem tentou liquidá-lo, o detetive vai em busca de provas. E para tanto ele entra sem ser visto no casarão de seu ex-amigo e grampeia os fios da caixa de telefonia. No outro dia, substitui a fita e ouve a já gravada, que o deixa bastante surpreso. 

Mal sabe o rapaz que Flores já descobriu o grampo, mas não fez alarde para evitar maiores suspeitas. O professor terá só conversas amenas a fim de que Joca volte a confiar nele. Quando Nicolau (Heitor Martinez) pergunta ao mestre por que não acaba de vez com o rival, ele responde: “esse bobão ainda nos será muito útil!” O maquiavélico maluco pretende matar o presidente do País, que visitará a cidade, e colocar a culpa no jovem detetive. 

Enquanto isso, Ribeirão ferve com os rumores de que haverá uma grande manifestação popular, organizada pelo Comando Invisível, contra a construção do resort. E Sereno (Cássio Scapin) garante a Flores que os operários irão participar!