Sangue bom

Marcos Palmeira emplaca mais um personagem boa gente como o médico surfista Bento em Três Irmãs

Após o nascimento de sua filha Júlia, o
ator se sente mais confortável para
interpretar um pai
Foto: Rafael Campos

Depois de um tempo longe das novelas, Marcos Palmeira está de volta. O ator, que não dava o ar da graça desde sua participação em Belíssima (2005), quando viveu o honesto delegado Gilberto, volta agora em Três Irmãs como o charmoso e bonitão viúvo Bento. “Comecei a ouvir das pessoas que elas estavam sentindo falta de me ver na TV. Essa ‘cobrança’ é muito gratificante para o ator”, analisa Marcos, de 45 anos, que teve de aprender os fundamentos do surfe para dar vida ao seu personagem, que, além de médico, gasta muita energia e adrenalina pegando onda.

Mas, quando não está no estúdio de gravação, o ator se divide no papel de pai. É para Júlia, de 11 meses, sua única filha, que Marcos dispensa o tempo que lhe sobra. “Com certeza é o melhor papel da minha vida. Mas divido tudo com a Amora (Mautner, diretora da novela), que é uma excelente mãe”, afirma o gato.

É verdade que você adorou a idéia de seu personagem ser pai?
Depois que a Júlia nasceu, me sinto mais confortável para interpretar um pai. Hoje, entendo melhor a relação de amor entre pai e filha.

Bento é mais um personagem do bem que você interpreta. Não sente falta de fazer um grande vilão? Ele é um ortopedista gente fina, que estou adorando interpretar. Seria interessante fazer um cara do mal, até mesmo para me exercitar como ator. Mas não é algo que me frustre. Aliás, não tenho nenhuma frustração na minha carreira. Só coleciono coisas boas.

Você já declarou que, se pudesse, faria apenas cinema. Ainda tem essa vontade?
Se o Brasil fosse um país com uma política cultural bem definida, séria, acho que sim. Não é só dinheiro para fazer um filme. Tem de ter muita grana também para lançar e manter as salas de exibição. Adoro fazer cinema tanto quanto amo fazer televisão e teatro. Acho que estou numa fase boa com minha carreira.

Você está mandando bem no surfe ou isso fica a cargo de um dublê?
Meu dublê vai me colocar numa saia-justa. O cara surfa pra caramba e todo mundo vai achar que estou surfando muito (risos). Estou tendo aulas com o Rico de Souza, que é campeão no esporte, mas é claro que as cenas mais radicais não sou eu que faço. Mesmo me tornando um surfista, vou ser um atleta fora de forma, porque não sou de academia. Tenho saúde, mas não fico nessa coisa da estética da barriga sarada.