Sarah Jessica Parker está de volta – e ótima! – em ‘Divorce’

Nossa eterna Carrie retorna a HBO nesse domingo! A gente assistiu ao primeiro episódio da série e conta - sem spoilers - o que vem por aí.

Colocar Sarah Jessica Parker de volta a HBO não haveria de ser tarefa fácil. Basicamente porque, no fundo, a gente quer um pouquinho de Carrie Bradshaw novamente em nossas vidas, mas também queremos ver coisa nova, sem cara de comida requentada. Sex and the City é ainda hoje referência, pois foi a primeira série de TV a mostrar mulheres solteiras falando abertamente sobre sexo. Não tem como esquecer, não tem como deixar de amar, não tem como comparar com o que está por vir em Divorce. E – felizmente! – essa não é a proposta da nova série, que estreia no próximo domingo (9).

Só que – felizmente também! – a julgar pelo primeiro episódio, a Sarah Jessica que nós amamos está lá e dá para ver na personagem Frances alguns traços de personalidade que nos são familiares, que fazem a gente sentir como se aquela mulher fosse uma velha amiga. A primeira imagem que vemos na tela é a de Sarah Jessica checando suas linhas de expressão em frente ao espelho, num gesto que mistura algo de melancólico e algo de rotineiro. É como se ela dissesse ao espectador “Oi, estou de volta, mas os anos passaram. Essa aqui é uma outra história”.

Mesmo remetendo a essa familiaridade, se você é do time que nunca assistiu ou nunca gostou de Sex and the City, não se preocupe: Divorce não é uma continuação e, inclusive, tem uma proposta bem diferente da série de 1998. Resumindo a trama: Frances é uma mulher de classe média, com cerca de 50 anos, que vive em uma região pacata do estado de Nova York. Ela tem dois filhos adolecentes e, depois de anos casada, sente que já não ama mais o marido e resolve pedir o divórcio.

Além do enredo o tom de Divorce também é muito diferente. Para começo de conversa, essa nova série é muito mais sóbria e madura do que Sex and the City. Frances também é bem mais sóbria do que Carrie, sem dúvida. Aliás, a porção extravagante do seriado – ao menos no primeiro episódio – fica por conta da personagem Diane, interpretada pela sempre hilária Molly Shannon

De qualquer forma, não é difícil imaginar que Frances um dia pode ter sido aquela mulher sonhadora em busca do amor duradouro. O primeiro episódio não nos entrega muito do passado da personagem, então é cedo para afirmar, mas uma coisa fica bem clara: Frances deseja o divórcio pois sente que não está vivendo sua vida plenamente, mas ela não trata esse rompimento como algo leviano. A ideia não é banalizar o término de um casamento, e sim, mostrar os conflitos de uma mulher em meio à difícil decisão de admitir – aos outros e a si mesma – que ela já não ama mais o marido (interpretado por Thomas Haden Church). E, principalmente, que ela merece viver a vida por inteiro. “Eu quero salvar a minha vida enquanto eu ainda me importo com ela”, diz Frances, numa frase que resume o mood desse início de seriado.  

Divulgação Divulgação

Divulgação (/)

Com apenas meia hora de duração, o primeiro episódio consegue fechar redondinho, além de deixar o espectador ansioso pelo desenrolar da história. A série é uma comédia dramatica e o roteiro mantém um ritmo bastante ágil, mas sem atropelos. Por mais que o foco seja a crise no casamento de uma mulher na casa dos 50 anos, o enredo não é arrastado nem melancólico, e a estreia já traz reviravoltas na história.

Vale a pena assistir a Divorce? Com certeza! Serve como ótimo entretenimento e traz uma trama com a qual é fácil se identificar, mesmo se você estiver longe dos 50. É uma história essencialmente feminina, que fala a respeito dos dilemas e desejos de uma mulher que é mãe e esposa, mas que se recusa a colocar-se em segundo plano. Vale lembrar que a série também foi criada por uma mulher, a britânica Sharon Horgan, e que todo o elenco está muito afiado.

O primeiro episódio vai ao ar neste domingo (9), à meia-noite, na HBO. E a emissora vai disponibilizar gratuitamente os episódios de estreia das séries lançadas em outubro! Dá para assistir online através do site HBOMAX.tv e na plataforma HBO GO.