A nova novela da Globo promete ser a melhor dos últimos anos

Escrita por João Emanuel Carneiro, "Segundo Sol" é estrelada por Giovanna Antonelli, Emilio Dantas e Deborah Secco. Vem conhecer a história!

Apesar dos índices incríveis de audiência, não é novidade para ninguém o quanto “O Outro Lado do Paraíso”, atual trama das 9 da Globo, é problemática. Do excesso de didatismo do texto de Walcyr Carrasco à forma rasa como alguns temas sérios são tratados, está longe de ser um grande trabalho. Ainda bem, a próxima novela tem tudo para enterrar essa bola fora e ser uma das melhoras dos últimos anos, motivos para acreditar nisso não faltam.

Leia Mais: Vem ver o lindo vestido de noiva de Clara em “O Outro Lado”

Em primeiro lugar, “Segundo Sol” é escrita por João Emanuel Carneiro, autor das pérolas “Cobras & Lagartos”, “Da Cor do Pecado”, “A Favorita” e, obviamente, do fenômeno “Avenida Brasil”. Sim, é verdade, no currículo dele também consta a insossa “A Regra do Jogo” que, apesar de não ser o melhor trabalho dele, está longe de ser uma obra ruim. No saldo final, são quatro obras memoráveis e apenas uma mediana, nada mal, hein?!

A história é outro trunfo. Em Salvador, no fim dos anos 1990, Beto Falcão (Emilio Dantas que mostrou ser muito bom em “A Força do Querer”!) é um famoso cantor de axé que não vive o melhor momento da carreira, pelo contrário, as músicas dele não fazem mais o mesmo sucesso e a vida financeira está prestes a entrar em colapso. Mas aí o destino, o melhor amigo dos autores de novela, resolve agir, o avião no qual o artista iria embarcar para fazer um show para pagar as dívidas cai no mar e ele é dado como morto.

Giovanna Antonelli Giovanna Antonelli será a mocinha Luzia.

Giovanna Antonelli será a mocinha Luzia. (João Cotta/TV Globo)

De repente, o cara volta a ser uma febre nacional (póstuma) e, convencido pelo irmão do mal Remy (Vladimir Brichta) e pela namorada do mal Karola (Deborah Secco), decide manter a farsa e passar um tempo na fictícia ilha de Boiporã até conseguir dinheiro suficiente para reerguer a vida.

Lá, claro, ele conhece o futuro grande amor da vida dele: Luzia (Giovanna Antonelli), a mocinha que, em breve, vai ter o poder de unir o Brasil novamente. Abandonada pelo marido, ela cria os dois filhos pequenos da melhor forma que pode com o salário que recebe com a venda de mariscos na praia. Obviamente, como naquela época a internet ainda não era uma realidade e, aparentemente, não existiam jornais na ilha, ela não reconhece o cantor  – que se apresenta como Miguel – e vive uma linda história de amor. Até que…

Sim, é aí que os vilões entram em cena! Ajudados por Laureta (Adriana Esteves), uma empresária da noite baiana, está formado o “trio mandinga”. Juntos, conseguem separar o casal, destruir a vida de Luzia, separá-la dos filhos e mandá-la humilhada para a Europa (dizem que em Paris o sofrimento é menor). E é aí que o babado começa!

Quase 20 anos depois, a ex-marisqueira é agora uma DJ de muito sucesso, tipo o Alok, e, de volta a Salvador, ainda apaixonada pelo boy e ainda sem saber a identidade dele (alô, Facebook!), vai tentar reencontrá-lo e tentar reunir sua família despedaçada.

“A novela é um drama familiar, a luta dessa mulher para recompor sua família e sua vida. A grande força dessa história são os laços familiares e a chance que todos nós merecemos de começar de novo”, disse o autor em comunicado à imprensa.

Deborah Secco Deborah Secco será a vilã Karola.

Deborah Secco será a vilã Karola. (João Cotta/TV Globo)

Segundas chances

Uma das piores coisas sobre a era da internet é que, além dela não dar o benefício da dúvida, ela julga e não concede segundas chances. Por isso, é muito importante quando o produto mais importante da TV brasileira escolhe “segundas chances” como tema central. Afinal de contas, empatia é uma coisa sempre bem-vinda, principalmente em rede nacional e no horário nobre.

Claro, ainda é cedo para saber se a ideia vai ser bem-sucedida ou até mesmo bem executada, mas se tem uma coisa que “Malhação Viva a Diferença” ensinou, é que novelas tem, sim, responsabilidade social e o público quer, sim, assistir histórias positivas, histórias sobre inclusão, sobre perdão, sabe. Tramas de vingança são mesmo maravilhosas como entretenimento, a própria “Avenida Brasil” do mesmo autor se valeu dessa premissa, assim como, infelizmente, “O Outro Lado do Paraíso” – e até mesmo a atual edição do Big Brother Brasil.

Adriana Esteves Adriana Esteves será a vilã Laureta.

Adriana Esteves será a vilã Laureta. (João Cotta/TV Globo)

Mas as pessoas precisam ser lembradas que todo mundo erra, se arrepende, evolui e que o mesmo indivíduo que escreveu um tuíte escroto em 2009, pode ter mudado e se tornado alguém incrível. A gente confia em você, João Emanuel!

“Segundo Sol” tem previsão de estreia para maio e tem direção artística e geral de Dennis Carvalho e direção geral de Maria de Médicis.

O elenco é poderosíssimo, entre as estrelas, Arlete Salles, José de Abreu, Francisco Cuoco, Fabiula NascimentoChay Suede, Luisa Arraes, Danilo Mesquita, Leticia Colin, Nanda Costa e Cassia Kis.