Sem roupa e sem pudor, Claudia Raia fala de sexo, liberdade e novo projeto

Ela quer falar mais de sexo com as mulheres, diz que não gosta de anal e reforça a importância do feminismo.

A gente bem sabe que Claudia Raia não é mulher de tabus, muito menos de papas na língua. E ela provou isso mais uma vez em uma entrevista que deu ao Ela, do jornal ‘O Globo’. Além das declarações livres, apimentadas e cheias de poder, ela ainda fez fotos nuas belíssimas, que compartilhou em sua conta do Instagram.

Criada por mulheres, livre e consciente da força que tem, ela falou de sexo abertamente e da importância de impormos nossas vontades. “Por que é errado ser uma mulher que gosta de sexo que nem eu, uma ‘transarina’? Por que no Brasil quem gosta de sexo é vista como puta? A gente tem vergonha de dizer que gosta”, criticou. 

“Por que não posso falar sobre sexo anal, por exemplo, algo que incomoda tanta gente? O homem vai lá e quer te obrigar a dar o cu! Não gosto, dá licença? Por que tenho que fazer algo que detesto para agradar alguém? Com a maturidade, descobri que posso dizer do que gosto e não gosto — na verdade, sempre disse, mas o feminismo veio para reforçar isso…”, ressaltou.

Maravilhosa!

Novos projetos:

Ela acaba de lançar um canal de vídeos no IGTV (#50eTantas) para falar com mulheres de 50 e a justificativa é perfeita: “A apresentadora madura, que tem glamour, é engraçada e popular, foi embora com a Hebe. Fiquei com vontade de ser essa pessoa. No Brasil, a mulher ‘morre’ quando faz 40 anos e só renasce aos 80, 90, quando vira a velhinha fofa. A mulher do meio não existe, nem na publicidade nem na casa das pessoas. Mas ela é muito potente: os filhos estão criados e a carreira, estabelecida. Por isso, não é bem vista num país machista”, disse. 

E ela tem tudo pra preencher esse espaço com todo poder!

☆ Pedras, cristais e rituais de proteção: saiba como usar ☆