Sétima temporada de Game of Thrones terá menos episódios

Os produtores garantem: a mudança vem pra se enquadrar melhorar na história

Para quem já está roendo as unhas à espera de novos episódios de Game of Thrones, aqui vão notícias quentinhas da sétima temporada: ela não vai começar tão cedo quanto estamos acostumados. Espera que a gente explica: os produtores da série, David Benioff e D.B. Weiss, anunciaram que a produção vai começar um pouco mais tarde que o normal, para que os novos episódios sejam gravados durante o frio. A intenção é integrar os episódios à noção de que “o inverno chegou” – impedindo que o clima esteja quente nas primeiras cenas da nova leva de episódios.

Com isso vem também outra mudança: em vez de começar em abril, como estamos acostumados, a série só vai voltar mais adiante, no inverno do ano que vem. 

Reprodução Giphy Reprodução Giphy

Reprodução Giphy (/)

Além disso, a sétima temporada vai conter menos episódios do que os dez habituais: dessa vez, assim como o número de deuses e reinos de Westeros, eles serão sete.

O plano dos produtores é que, além da próxima, também a oitava (e última!!!!), tenha menos episódios que o normal: entre 6 e 8. “Ao longo dos anos mantivemos uma mesma noção de quantas horas queríamos durar, e isso não mudou”, explica Benioff.

Com todas essas mudanças, a única coisa de que podemos ter certeza no momento é que a data de lançamento vai impedir que a série concorra aos Emmys de 2017. No regulamento do prêmio, consta que a última temporada completa das séries participantes deve ter ido ao ar até 31 de maio do ano em questão. Com a sétima temporada começando mais tarde, infelizmente não vai ser o caso de GoT…

A ansiedade é grande, mas não vamos desanimar: menos episódios, menos tapete vermelho, mas com certeza mais emoção: com certeza as horas a menos de trabalho vão permitir que o pessoal deixe cada uma delas mais intrigante ainda! A gente espera que sim.