Sheron Menezzes: “Estou me divertindo com minha primeira vilã”

A atriz, que interpreta Berenice de Lado a Lado, curte o bom momento profissional

Sheron Menezzes fala sobre sua carreira e a saída da escola de samba Portela
Foto: AgNews

Sua função na novela das 6 é uma só: infernizar a vida de Isabel (Camila Pitanga), protagonista de “Lado a Lado“. E para Sheron Menezzes, a Berenice da trama, o papel não poderia ser melhor.

A atriz, de 28 anos, está se divertindo horrores com a sua primeira vilã. Mas, apesar de apaixonada pela personagem, não a defende de jeito nenhum. “Berenice não tem desculpa”, sentencia a gaúcha, que lembra que o tipo é fácil de encontrar na vida real. “Todo mundo tem uma amiga que quer o que a gente tem”, diz Sheron.

Feliz com o novo trabalho?
Muito! A novela está bonita, a luz é linda, o elenco bonito, o figurino… É tudo redondinho. A novela ainda vai dar o que falar.

E a Berenice ainda vai aprontar muito, né?
É a primeira vez que faço uma vilã e estou me divertindo muito. Antes, costumava defender a personagem, quando as pessoas me perguntavam o que eu achava. Agora, falo: estou curtindo demais, porque ela é ruim. Não é uma pessoa que diz: “Ah, meu Deus, o que eu fiz?” Não. Berenice sabe muito bem o que está fazendo, ela tem um objetivo e vai passar por cima do que for para conquistá-lo.

Ou seja, é amoral mesmo?
Aí é que está… Berenice não tem desculpa. Mas costumo dizer que ela é uma daquelas amigas que todo mundo tem. Você deve ter, eu tenho, todo mundo tem uma amiga que quer o que a gente tem. E que, às vezes, nem é por mal, mas ela quer, é invejosa. Tem gente que não nota. Só que a Berenice simplesmente quer o que é do outro e assume a inveja.

Você fez aulas de dança para o papel, mas Berenice não é lá muito de festa, não é?
Fiz, todos nós fizemos preparação, com Jaime Arôxa. A dança dos orixás, o samba da época… Apesar de que, até agora, não tive nenhuma cena sambando ou dançando nada. Mas acho que a dança está por dentro de todos os personagens.

Ter sido rainha de bateria da Portela ajudou?
Ah, sempre serve. Apesar de ser outro tipo de samba. Escola de samba tem outro remelexo.

Falando em Portela…
Ah, inclusive, quero falar sobre isso. Vou ser bem sincera. Todo mundo já sabe que o presidente (da Portela, Nilo Fernandes) ligou e… Bem, o que fiz? Acho que a minha bateria teve sempre um carinho tão grande comigo que achei que seria respeitoso da minha parte dar tchau para eles. Então, fui a um ensaio só com eles apenas para dar tchau. Acho que eu devia isso. E recebi uma homenagem da bateria.

Há possibilidade de você voltar?
Acho que não. Da minha parte, nunca quis sair, mas acho que presidente não volta atrás. Aí, é com ele.

Se ele reconsiderasse, você retornaria?
A minha resposta é: eu nunca desejei sair da Portela. E não digo que nunca voltarei. Só que, de repente, não é o momento do presidente. Assim como a porta-bandeira e o mestre-sala também deixaram a escola. E foi ele quem retirou os dois… Ele deve saber o que está fazendo. Não sei o que está pensando, mas ele deve achar que está fazendo alguma coisa certa. Então, vamos esperar para ver, né?