Diretor do clipe da Anitta está sendo investigado pela polícia

Terry Richardson é acusado de abusos há mais de 15 anos. Finalmente a polícia abriu investigação contra ele.

Antes tarde do que nunca: o fotógrafo e diretor Terry Richardson, ex-queridinho de revistas de moda e diretor do clipe “Vai Malandra”, da Anitta, finalmente está sendo devidamente investigado pela polícia sobre as acusações de assédio e abuso sexual que caem sobre ele.

Há mais de 16 anos que modelos relatam o comportamento criminoso de Richardson – ele constrange as profissionais com quem trabalha, as obrigando a ficar nuas e se submeterem a situações humilhantes. Há relatos também de que o fotógrafo, em uma posição de poder, pede para que as modelos façam sexo oral nele.

Após muitas denúncias, finalmente o jogo aparentemente começou a virar. Primeiro Richardson foi banido de algumas publicações importantes no mundo da moda. E agora a polícia de Nova York está investigando os crimes. Quem conta são ex-modelos que foram vítimas do fotógrafo e agora estão sendo chamadas para depor no caso. De acordo com o jornal NY Daily News, várias mulheres confirmaram terem sido contatadas pela polícia de Nova York.

Já Sara Ziff, fundadora de uma organização que apoia as modelos dentro da indústria da moda, disse ao site Jezebel que agentes da Unidade de Vítimas Especiais entraram em contato com ela, e que ela ofereceu ajuda nas investigações.

A ex-modelo Caron Bernstein disse, também ao Jezebel, que não pode confirmar ou negar que as investigações estão acontecendo, mas que fará o que puder para que Terry Richardson não possa mais abusar de outras mulheres: “ele é um monstro, é totalmente um monstro”.