Thiago Fragoso: “Depois do acidente ganhei mais tranquilidade”

Interpretando Edgar, em "Lado a Lado", o ator diz viver um renascimento ao voltar à TV depois do grave acidente no musical "Xanadu"

Thiago Fragaso encara um protagonista em seu primeiro trabalho após o grave acidente em janeiro
Foto: AgNews

Em outubro de 2011, Thiago Fragoso foi convidado por Dennis Carvalho, diretor de núcleo de “Lado a Lado“, para ser um dos protagonistas da trama de Cláudia Lage e João Ximenes Braga.

Em janeiro deste ano, em cartaz com a peça “Xanadu“, o ator sofreu uma queda de 5 metros de altura, depois que o cabo de aço que levantava ele e Danielle Winits se rompeu. O estrago foi grande. Thiago quebrou cinco costelas, teve perfuração no pulmão e ficou 17 dias no hospital.

Thiago, que ainda sente dores, divide seu tempo entre as gravações da novela, o tratamento (à base de fisioterapia e acupuntura), a mulher, a atriz Mariana Vaz, e o filho, Benjamin, de 1 ano e 7 meses.

Dennis Carvalho o homenageou na coletiva de lançamento da novela, pela sua recuperação depois do acidente na peça Xanadu.
É, fiquei emocionado. Dennis é um barato, tem um coração enorme e sempre apostou em mim. Estava escalado para a novela desde outubro do ano passado, antes de tudo acontecer. E Dennis em nenhum momento teve dúvida de que eu faria a novela. Todo esse carinho dele é maravilhoso.

E você em algum momento achou que não conseguiria superar o acidente?
Não, porque sou guerreirão. Boto um objetivo na minha cabeça e, quando fico obstinado assim, eu faço, entendeu? A minha recuperação foi muito rápida e olha que ainda tenho mais um ano de fisioterapia, de acupuntura… Como o Dennis disse, eu sinto dores e tal. Mas com o tempo vai sarar.

Está tendo que tomar algum cuidado especial nas gravações da novela?
Não. Está tudo normal. Na verdade, é um momento de renascimento, de olhar para frente. E acho que isso ficou claro para todos. Na novela, está todo mundo jogando para cima. É claro que eu ainda não posso fazer cenas de incêndio, não posso me jogar de uma janela, como já fiz em outras novelas. Mas é por pouco tempo.

O acidente o modificou de alguma maneira?
Fiquei ainda mais grudado com a minha família, nada é tão urgente, nada é tão importante assim como a gente imagina. Ganhei mais fluidez, mais tranquilidade. Estou num momento muito pleno. Feliz com a minha mulher, com o meu filho, com a minha casinha. Feliz demais com a vida! E por poder voltar com um trabalho desse porte, desse calibre.

Acha que mudou também como ator?
Hoje em dia, sei dosar melhor a minha energia. Por exemplo, na época de O Profeta (2006), eu me joguei com tanta força… E era uma força desnecessária. Sei que podia ter relaxado e curtido mais o momento. Sou mais consciente do meu trabalho, dos meus atos, do que eu posso fazer. Mas isso é algo que a gente vê quando fica mais velho.

Com as gravações está fazendo fisioterapia quantos dias por semana?
Sempre que dá. É difícil conciliar tudo… Mas acho que já falei bastante desse acidente. Quero focar nesse personagem, no futuro.

Então, vamos falar do Edgar…
Edgar, que é um personagem ótimo, que acho que vai emocionar o público de várias formas. Um cara que tem um conflito entre a cobrança familiar e o grande sonho que ele tem de ser jornalista.

Ele não sabe o que o espera…
Mas ser jornalista naquela época era incrível. Olha quanta coisa estava acontecendo… Acho linda essa profissão. Adoraria ser jornalista se eu não fosse ator.

Edgar não chega a ser o Márcio Hayala (personagem do ator em O Astro), mas também é um filho rebelde, não é?
Ele é o rebelde. Edgar e Laura (Marjorie Estiano) não se comportam como um casal convencional, mesmo após se apaixonarem.

Tem um gostinho especial?
Tem o gosto de renascimento, de esperança. Então, é muita felicidade mesmo. Edgar é um personagem que traz uma energia muito boa também. Uma energia de liberdade, de transformação.