Thiago Martins: “Sempre sonhei em fazer cinema lá fora”

Thiago Martins planeja passar seis meses fora do Brasil, para estudar inglês. O ator quer seguir carreira em Hollywood!

Thiago Martins
Foto: Divulgação/TV Globo

Ele está totalmente focado em seu novo personagem na TV: o tenente Rodrigo de Flor do Caribe. E no que depender de Thiago Martins será assim até o fim da novela de Walther Negrão! Mas depois… O carioca, de 24 anos, tem planos ambiciosos para sua carreira. Thiago pretende viajar para o exterior no início do próximo ano para estudar inglês. E a busca pelo idioma tem um motivo: o bonitão quer buscar um lugar ao sol em Hollywood.


Está curtindo Flor do Caribe?
Está sendo muito prazeroso, principalmente por poder trabalhar com um cara que eu sempre admirei, que é o Jayme (Monjardim, diretor-geral). Os últimos quatro anos da minha vida foram muito produtivos. Fiz Insensato Coração (2011), emendei com Avenida Brasil (2012) e, agora, Flor do Caribe. E sempre fui convidado por diretores e autores. Acho que isso mostra o resultado do meu trabalho. Só tenho que agradecer a Deus pelas boas oportunidades.

E como foi a preparação para viver um piloto da Força Aérea Brasileira?
É a minha segunda novela com o Walther Negrão (autor também de Desejo Proibido, de 2007) e ele me explicou bem o que queria. Além disso, ficamos uma semana na Base Aérea de Natal (RN) e convivemos muito com os pilotos. E isso foi fundamental. Voar nos aviões-caça foi um momento de aprendizado. Tenho medo de altura, mas foi ótimo. Os pilotos lhe dão segurança, então, lá no alto, fazia minhas orações e confiava em quem estava me levando… (risos). Foi divertido!

Thiago Martins: "Sempre sonhei em fazer cinema lá fora"

Thiago Martins como o tenente Rodrigo, em Flor do Caribe
Foto: Divulgação/TV Globo

E como anda o assédio feminino com esse uniforme de tenente?
Ah, é verdade, tem esse fetiche. Eu comecei a ver isso com a novela…

Sua namorada (a atriz Paloma Bernardi) gostou?
A minha mulher ama. E ela vai amar de qualquer maneira. Paloma é muito companheira.

E como está o namoro?
Eu torço muito pela Paloma. Eu aprendi a admirá-la antes mesmo de começar a namorá-la. Acho que é por isso que a nossa história é tão bonita.

E está gostando do trabalho dela em Salve Jorge?
Estou adorando! Acho que é totalmente diferente de tudo o que ela já fez. Paloma está linda e feliz. Ela está amando fazer essa personagem. É uma oportunidade de ouro. Eu só tenho que aplaudir. É fruto de um trabalho benfeito. Paloma é muito estudiosa e competente.

Depois de tanto tempo à frente da banda Trio Ternura, você decidiu sair do grupo. Por quê?
Foram quatro anos no Trio Ternura. A vida é feita de escolhas. Eu vi que precisava me dedicar mais ao meu lado ator. Foi uma decisão tomada há mais de um ano. Avisei com antecedência. Está tudo em paz e o Trio continua (com o cantor Rafah Garcez, revelado no The Voice Brasil no lugar dele). Quero me dedicar mais à atuação. Em janeiro do ano que vem, eu viajo para ficar seis meses fora do Brasil, estudando inglês.

Vai seguir carreira no exterior?
Sempre sonhei em fazer cinema lá fora. Eu vou tentar, já que o ‘não’ eu já tenho. É um sonho. Cada filme que vejo, eu me imagino fazendo… O que aparecer será benvindo. Mas é claro que eu desejo ser reconhecido pelo meu trabalho, pelo talento. Quero chegar lá preparado.

Não vai mais fazer novelas?
Não. Eu não almejo isso. Já me perguntaram se era uma estratégia eu estar fazendo tantas novelas nos últimos quatro anos… Não é mesmo! Eu sou muito grato porque tenho vários convites. Eu amo fazer cinema, foi lá que eu cresci. A televisão foi o último meio que eu conheci. Primeiro foi o teatro e depois o cinema. Confesso que eu amo os três e se eu puder conciliar os três, eu quero fazer sempre.

De vez em quando, surgem notícias na imprensa de que você teria traído a Paloma… Como você lida com o assédio da mídia em relação à sua vida pessoal?
Não vou negar. No início, foi muito assustador. Mas eu percebi que isso faz parte da minha carreira. Quem tem boca fala o que quer… E quem tem mão vai escrever o que quer. Eu não procuro notícias que saem sobre mim, não vejo mesmo e não me interessa. Sei das coisas porque os meus amigos me contam. Isso não me interessa mesmo. O que me interessa é fazer o meu trabalho benfeito. Sei quem eu sou e as pessoas que lidam comigo também sabem. Falem o que quiser, mas falem de mim (risos).

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s