Ticiane Pinheiro: ‘Quero alguém para criar uma família. Para dar certo, precisa de sintonia’

A apresentadora, que vive grudadinha com a filha Rafaella, quer um amor que a faça rir e dure para sempre

Ticiane Pinheiro com sua fiel escudeira, Rafaellinha
Foto: Gustavo Scatena

Diferentemente da maioria das celebridades que a gente vê por aí, Ticiane Pinheiro dispensa a babá nos fins de semana. A apresentadora do Programa da Tarde, da Record, faz questão de ficar grudada em Rafaella, de 5 anos, mesmo que isso a deixe supercansada quando chega segunda-feira. “Mas também fico cheia de amor e felicidade”, conta. O mesmo se vê nos passeios – é a própria Ticiane que leva a filha e participa com ela das brincadeiras dentro ou fora de casa. E mais: a apresentadora passa horas com a filha vendo os desenhos da porquinha Peppa, como a maioria das mães modernas.
Falamos com Tici na Record, pouco antes de ela entrar ao vivo no ar. Veja como ela faz para manter o alto-astral e criar a menina um ano e meio após o divórcio com o empresário Roberto Justus.

Veja mais: Ticiane Pinheiro reata com César Tralli!
 
Você é bem moleca no programa. Era uma criança travessa?
Era levada e estabanada. Tenho muitos primos, então, a gente sempre brincava junto. Quando minha mãe via, eu estava no teto da casa, montava peça de teatro em cima da mesa de sinuca do meu avô, subia em árvore. Aproveitei a minha infância. Eu era moleca, mas a Rafa me trouxe leveza, aflorou o meu lado mulher.

E deu trabalho na escola?
Minha mãe ficava de cabelo em pé quando eu era suspensa. Sempre fiz muita bagunça, conversava bastante na aula. Quando chegava o boletim, sempre tinha nota vermelha, mas depois eu me esforçava o dobro para recuperar, e passava de ano.
Você ensina brincadeiras da sua infância para a Rafa?
Mostro para ela as músicas que eu gostava, do Balão Mágico, Trem da Alegria… Ela sabe cantar Ursinho Pimpão, Superfantástico. Brincamos de boneca também: ela coloca todas as bonecas na sala e eu sou a professora. Agora ela começou a ler, então sempre traz um livro da escola, a gente lê para as bonecas, é muito bonitinho.

Você lê para ela? Qual livro?
Toda semana ela traz um livro da escola. Mas dos que temos em casa ela gosta dos Três Porquinhos, Cinderela e Branca de Neve.

A Rafa a surpreende?
Todo dia. Ela está madura, criativa. É rápida de raciocínio, então as histórias dela se encaixam. Todas as bonecas têm nome, e ela lembra o nome de todas. E foi madura para entender o processo de separação. Falamos que agora não namoramos mais, mas que somos amigos, e ela entendeu bem. Tenho orgulho também de ela ser uma criança educada, tranquila. No fim de semana, não tenho babá, somos só eu e ela. Às segundas, estou cheia de amor e felicidade, mas fico um bagaço!

E durante a semana, como faz?
Eu a levo todo dia para a escola de manhã. Depois, saio da Record às 18h e vou para casa. Fico com ela, jantamos juntas e a coloco para dormir às 20h. Depois, faço minhas coisas.

Como você lida com a solteirice?
Eu estou tranquila, em uma fase em que nunca estive. Depois da separação, quando a Rafa não estava em casa, eu só queria sair. Hoje, chego em casa e a Rafa não está, pego um livro para ler, vejo televisão… Quero cuidar de mim. Gosto de sair com as minhas amigas para jantar, conversar, rir, nada de paquerar. Acho que estou apaixonada por mim! [risos]

Você acredita que um casamento possa dar certo para sempre?
Claro, vou acreditar sempre. Acho importante ter alguém para envelhecer junto. Posso arrumar um namorado que quer ter filhos, não fecho essa porta. Queria alguém para criar uma família, para ter uma união. Para dar certo, precisa de sintonia. Acho que a pessoa tem que ser divertida, fazê-la rir. O parceiro precisa ter leveza. E claro, se dar bem com a minha filha e entender o meu trabalho. Rafaella e o trabalho são minhas prioridades.

Então você quer mais filhos…
Quero, sempre tive vontade. Eu gostei muito da parte de amamentar, engravidar. Meu sonho está realizado, tive minha filha, mas se vier mais é lucro. Minha prioridade não é ter mais filhos, porque já tenho a Rafaella, mas se você me perguntar se quero mais um, vou dizer que sim.

Qual sua melhor qualidade?
É ser de bem com a vida. Sou muito feliz. Eu tiro coisas boas de situações ruins. É difícil me ver triste. Mesmo quando eu estava me separando, ninguém me viu para baixo. Meu defeito é ser indecisa. Sou geminiana e não consigo nem decidir se viajo ou não no fim de semana!
 

Ticiane Pinheiro: 'Quero alguém para criar uma família. Para dar certo, precisa de sintonia'

Tici gosta de postar seus looks no Instagram e compartilhou também um momento malhação
Foto: Reprodução / Instagram pessoal

E esse corpinho, hein, Ticiane?

A apresentadora não faz regime e admite que é boa de garfo: “como de tudo!” Mas faz musculação forte, com bastante agachamento, e leva marmita ao trabalho. “Mas se eu for a um restaurante, como mesmo. Só não ataco muito os doces, minha sobremesa é uma fruta e um cafezinho”, ela revela. Além da musculação, ela pratica kempo, uma arte marcial que parece o judô, mas com movimentos bem rápidos e fortes. Outros truques: quando ela acorda com o olho inchado, coloca gelo, que ajuda bastante a ficar com um rosto bonito rapidamente. E a maquiagem, ela tira com óleo para criança, que não agride a pele.

A importância de Mercúrio no seu Mapa Astral – escute já!