Todas as mudanças que vão rolar em Babilônia

Para não perder audiência, Globo promove alterações na trama: Alice não será mais garota de programa e romance gay será menos insinuante

Siga o mdemulher no Instagram

Tentando melhorar a audiência de Babilônia, a Globo tem feito algumas mudanças na novela. Dizem nos bastidores que o objetivo é tornar a trama de Gilberto Braga, Ricardo Linhares e João Ximenes Braga mais leve. Vale lembrar que a abertura do folhetim já foi transformada na semana passada, ficando mais colorida e clara, fugindo do ar sombrio que vemos também em muitas cenas.

Segundo fontes de TITITI outra mudança que vai rolar será o fim definitivo dos selinhos entre Teresa e Estela, de Fernanda Montenegro e Nathalia Timberg, supostamente rejeitados pelo pessoal de casa. O romance entre Ivan (Marcelo Mello Jr.) e Carlos (Marcos Pasquim) será menos insinuante que o previsto e o canal quer investir nas sequências românticas com Vinícius (Thiago Fragoso) e Regina (Camila Pitanga), e Rafa (Chay Suede) e Laís (Luisa Arraes). 

Wagner Santos Wagner Santos

Wagner Santos (/)

Entretanto, oficialmente, Ricardo Linhares nega que qualquer outra transformação tenha sido pedida além do destino de Alice (Sophie Charlotte): “A novela estreou com 60 capítulos escritos. A trama de Alice é a única que foi ajustada até aqui. Por enquanto, não estão previstas novas mudanças. Mas novela é uma obra aberta, que vai sendo escrita à medida que vai ao ar. Toda novela passa por adequações, isso é natural”, explicou o escritor, ressaltando que Alice deixa de ser prostituta de luxo como previa a sinopse. “A classificação indicativa do horário não permite exploração da prostituição e eu respeito essa decisão. Então, a trajetória da personagem foi mudada. Algumas sequências foram reescritas. Ela não fará mais nenhum programa. Vai procurar outros trabalhos para se manter”.

Na história Alice seria enganada por Murilo (Bruno Gagliasso) e acabaria indo para cama com cliente gringo do cafetão. Outras cenas com este teor foram eliminadas. Entretanto, de acordo com Linhares, o envolvimento de Alice e Evandro (Cássio Gabus Mendes) será mantido: “Porém, deve acontecer em outras circunstâncias!”, revela. 

Já com relação aos supostos boicotes de grupos religiosos à produção, Linhares diz que a novela não impõe nenhum ponto de vista. “A trama é progressista e procura levar o espectador a refletir sobre intolerância, discriminação e preconceito. Acho saudável o debate de temas e comportamentos, refletindo as mudanças que já acontecem na vida real, nas novas formações familiares”, justificou ele.     

+ Leia também: tudo que vai rolar esta semana em Babilônia