Velório de Ricardo Boechat acontece no Museu da Imagem e do Som, em SP

A cerimônia começou apenas com familiares e, depois, foi aberta ao público.

Siga o mdemulher no Instagram

O velório do jornalista Ricardo Boechat, que faleceu em um acidente de helicóptero na Rodovia Anhanguera na última segunda-feira (11), está acontecendo desde a madrugada e teve abertura ao público após uma cerimônia para os familiares. O local escolhido foi o Museu da Imagem e do Som (MIS), em São Paulo, e o corpo deve ser velado até as 14h desta terça-feira (12).

Algumas personalidades importantes, como o presidente do Grupo Bandeirantes de comunicação, João Carlos Saad, e os chefs do programa “Masterchef”Henrique Fogaça e Erick Jacquin, prestaram homenagem ao jornalista de 66 anos.

Em uma entrevista rápida à revista Quem, Fogaça falou sobre a marca que Boechat deixou no mundo jornalístico: “Ele era um cara simples, com energia boa. Como jornalista, era um cara direto, sem ‘mimimi’, falava dos corruptos. Fará muita falta”. 

O corpo de Boechat será cremado em uma cerimônia reservada aos familiares, sem local divulgado para o público.