Vitória: Priscila e sua gangue atacam nordestinos

Líder do grupo neonazista, Priscila fica sabendo que chegará a Petrópolis (RJ) um ônibus de retirantes vindos do Nordeste. E, junto com sua corja, planeja atacá-los.

Siga o mdemulher no Instagram

Grupo neonazista  de Priscila espalha seu doido pela cidade
Foto: TV Record/Divulgação

Enquanto Priscila (Juliana Silveira) e sua gangue se preparam para o ataque , Virgulino (Ricardo Ferreira) aguarda, com ansiedade, a chegada do primo Firmino (Marcos Holanda), que está no ônibus que Priscila pretende atacar.
 
Mais tarde, Paulão (Marcos Pitombo) e Priscila interceptam o veículo na estrada e lá encontram outros grupos neonazistas. 
Juntos, eles fecham a pista e exigem que todos os passageiros desçam. Os retirantes ficam desesperados, e Firmino até tenta escapar, mas não consegue. Por sorte, a polícia intervém, e os agressores acabam fugindo. O ônibus segue viagem, e Firmino, finalmente, se encontra com Virgulino.
 
Dias depois, Priscila está no bar de Virgulino fingindo ser a pessoa mais angelical do mundo. Por coincidência, ele lhe apresenta Firmino.
 
O rapaz reconhece a voz da bandida e passa mal. Quando se recupera, nem tem chance de dizer nada, pois o primo já o tirou de lá. 
 
Pena que a máscara de Priscila não caiu. Pelo menos, por enquanto.