Wagner Moura começa a filmar Tropa de Elite 2

Na sequência, após o sequestro de seu filho capitão Nascimento conta com os antigos companheiros do Bope para resgatar o menino

Tainá Müller, Wagner Moura, André Ramiro, José Padilha, Maria
Ribeiro, Marcos Prado, Milhem Cortaz e Irandhir Santos
Foto: Agnews

Se você é um dos milhares de brasileiros que amou Tropa de Elite, então, se prepare. Wagner Moura, André Ramiro, Maria Ribeiro (que acaba de ter bebê), Fernanda Machado e outros astros estão de volta na sequência da história, que começou a ser rodada na segunda, 25, novamente com a direção do premiado José Padilha. Em Tropa de Elite 2, o polêmico Capitão Nascimento, feito por Wagner, agora terá 40 anos e será um coronel, trabalhando num setor mais administrativo da polícia. Diferentemente do que aconteceu na primeira versão, estará separado da mulher, vivida por Maria Ribeiro, e terá o filho sequestrado (o astro mirim Pedro Van Held). Para salvar o garoto, Nascimento se vê obrigado a contar com os antigos companheiros do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope), sobretudo Matias (André Ramiro) e Capitão Fábio (o do famoso “pede pra sair”, feito por Milhem Cortaz). Imagine a adrenalina que terá essa operação de resgate! As novidades no elenco ficam a cargo de Selton Mello, do cantor e ator Seu Jorge (que fará um bandidão na trama), D’Black, João Miguel, Tainá Müller, Irandhir Santos e Dudu Nobre. É, ele mesmo! O ídolo participou de todo o treinamento dado aos intérpretes desde outubro e deve encarnar um policial do Bope. Assim como no primeiro filme, a continuação terá como coordenadores de efeitos especiais dois norte-americanos que já atuaram em diversas superproduções hollywoodianas, como Transformers 2, Duro de Matar 4.0 e O Curioso Caso de Benjamin Button. Na semana passada, durante uma coletiva de imprensa para apresentar esse time de primeira, ficou claro que, desta vez, o foco da história serão crimes cometidos por gente do alto escalão da política e da própria polícia. Mais detalhes? Nem pensar! “O Zé (Padilha) falou que se a gente contar alguma coisa sobre o filme vai para o saco”, disse, brincando, Maria Ribeiro.