10 receitas bem paulistanas para celebrar os 465 anos de São Paulo

Do virado à paulista ao pastel de bacalhau, passando pelo bauru e pelo sonho de padaria, não faltam razões para se orgulhar da culinária da cidade.

A culinária paulistana pode não ser famosa e marcante como a do Nordeste ou a de Minas Gerais, mas tem seu charme e é o berço de receitas bem populares Brasil afora. Além disso, São Paulo é uma das principais capitais gastronômicas do mundo e precisa ter opções próprias para servir quem vem de fora, não é verdade?

Em comemoração aos 465 anos da cidade de São Paulo, trazemos aqui 11 receitas tipicamente paulistanas para você se deliciar. Corre, porque São Paulo não pode parar!

Virado à paulista

Virado à paulista

 (Acervo/CLAUDIA)

Prato do dia nas segundas-feiras de bares e restaurantes mais “raiz” da capital, o virado à paulista é uma refeição bem completa: tem feijão com farinha de mandioca, arroz, linguiça, ovo frito e, para dar aquele toque light, couve refogada.

Bauru

Criado em 1937 pelo então estudante Casimiro Pinto Neto, no restaurante Ponto Chic, o bauru é não apenas um ícone paulistano como também um Patrimônio Imaterial do Estado de São Paulo (desde 28 de dezembro de 2018). A mistura de queijo derretido com rosbife e tomate dentro do pão francês é sucesso absoluto na hora do lanche.

Sanduíche de mortadela

Sanduíche de mortadela com mostarda

 (Acervo/CLAUDIA)

Tradicional mesmo é comer o sanduíche de mortadela do Mercado Municipal, mas você pode fazê-lo em casa se não conseguir ir até lá. Capriche nas camadas e mais camadas de mortadela e bom apetite!

Pastel de bacalhau

Receitas paulistanas - pastel de bacalhau

 (Douglas José/Getty Images)

Outra iguaria paulistana tradicionalmente ligada ao segundo piso do Mercado Municipal, mas que pode ser encontrada em feiras livres, bares e restaurantes a qualquer momento. A receita que trazemos é uma variação com berinjela, mas você pode fazer o seu pastel “puro” recheando-o apenas com o bacalhau.

Pizza

 (Comitê Umami/Divulgação)

O caso de amor de São Paulo com a pizza é imenso: a cidade é a segunda maior consumidora de pizza do mundo, atrás apenas de Nova York. As coberturas podem ser variadas, ao gosto do seu apetite, e nossa sugestão é uma paulistaníssima pizza quatro queijos.

Coxinha

receita-coxinha-cremosa-de-frango

 (Acervo/CLAUDIA)

Em lanchonetes, botecos, bares, restaurantes e festinhas infantis, a coxinha é um hit paulistano. E não é difícil de fazer em casa: nesta receita, a massa é preparada no liquidificador e o recheio é o tradicional peito de frango desfiado.

Sanduíche de pernil

Sanduíche de pernil

 (Acervo/CLAUDIA)

Clássico nas portas dos estádios antes dos jogos de futebol ou para encerrar as baladas no centro de SP, o sanduíche de pernil é uma pérola da cidade. Complementado com vinagrete, então, ninguém resiste.

Sonho de padaria

Sonho doce

 (Acervo/CLAUDIA)

Glória das sobremesas paulistanas – ou, por que não?, o próprio café da manhã ou lanche da tarde –, o sonho de padaria clássico tem recheio de baunilha, uma massa fofinha e MUITO açúcar na cobertura. De fato, um sonho.

Cachorro-quente

Cachorro-quente

 (Acervo/CLAUDIA)

O cachorro-quente paulistano é simples de fazer: pão de cachorro-quente, duas salsichas, mostarda, ketchup, maionese, vinagrete e, para finalizar, uma generosa camada de batata-palha. Para você variar o cardápio e homenagear São Paulo da mesma forma, sugerimos aqui uma receita de cachorro-quente de forno. Uma delícia!

Petit gâteau

Petit Gâteau

 (Acervo/CLAUDIA)

Fechando nossa lista, este doce que não é exatamente paulistano – nem brasileiro –, mas entrou no Brasil por São Paulo. Há controvérsias sobre a origem do petit gâteau: uns dizem que foi inventado de propósito na França, outros juram que foi um “acidente” na França mesmo (erro na quantidade de farinha na massa) ou nos EUA (forno quente demais). O que sabemos é que o chef Erick Jacquin, ao se radicar em SP nos anos 1990, popularizou a sobremesa, que hoje pode ser encontrada em qualquer cardápio, do restaurante mais chique ao mais simples.

☆ Pedras, cristais e rituais de proteção: saiba como usar ☆