9 dicas para você fazer o purê de batata perfeito – e outros purês também

Bônus: toques especiais para quando você optar por mandioquinha, abóbora, cenoura, brócolis ou couve-flor para seu purê.

Poucos acompanhamentos para carnes vermelhas, aves e peixes são tão gostosos quanto o purê – tradicionalmente de batata, mas pode ser de mandioquinha, de abóbora, de cenoura, de brócolis… E, quando ele está bem feitinho, é até mais lembrado do que o prato principal.

Agora vamos à ótima notícia: atingir a perfeição ao fazer um purê é mais fácil do que você pensa. A culinarista e consultora de elaboração de cardápios Elisa Mercatto passou para o MdeMulher nove dicas para você acertar em cheio, se deliciar quando comer sozinha e receber elogios quando preparar refeições para a família e para os amigos.

Vamos começar com as dicas para o purê de batata, que é a preferência nacional e traz técnicas que valem para todos os purês, e depois passamos para os toques especiais para outros ingredientes, ok?

Como fazer o purê de batata perfeito

– Use o tipo correto de batata

O melhor tipo de batata para purês é a batata rosada, também chamada de portuguesa e de asterix (é aquela batata de casca rosa e interior amarelinho). Ela é mais firme e confere ao purê uma consistência mais firme e gostosa.

Dica extra: escolha batatas pequenas, pois elas são mais “sequinhas” que as grandes por natureza.

– Prepare as batatas para agilizar o cozimento

As batatas devem ser descascadas e cortadas em fatias de um dedo de espessura para que o cozimento seja mais rápido.

Dica extra: coloque as batatas na água fria, para que elas sejam cozidas por inteiro.

– Coloque o sal na água do cozimento

“Uma reclamação comum de quem faz purês é a dificuldade de acertar o ponto do sal. Colocando sal no purê pronto ele realmente ficará salgado demais e, pior, com o sabor mal distribuído”, afirma Elisa. Por isso, ela recomenda que o sal seja colocado na água do cozimento, em uma proporção de uma colher de sopa para cada quilo de batata a ser cozido.

Dica extra: para o cozimento, use água suficiente para cobrir as batatas apenas.

– Interrompa o cozimento das batatas na hora certa

Conseguiu quebrar as fatias das batatas dentro d’água fervente com uma colher ou um garfo? Elas estão no ponto para serem espremidas. Pode desligar o fogo.

– Escorra a água e seque as batatas antes de espremê-las

Muita água deixa o purê… bem, aguado. E isso não é legal, pois purê gostoso é aquele firme na medida certa. Então, escorra bem a água e em seguida seque as batatas com papel toalha.

Não precisa secar fatia por fatia, é claro! Basta tirá-las da panela após o escorrimento com o auxílio de uma escumadeira, colocá-las sobre duas folhas do papel toalha e em seguida cobri-las com outras duas folhas do papel, pressionando levemente para que a água seja absorvida.

– Use os utensílios corretos para espremer as batatas

Dicas para o purê de batata perfeito

 (olga_sweet/Getty Images)

Existem espremedores de batatas que foram criados especialmente para isso. Valorize o esforço dos designers que os desenvolveram e os use em vez de sofrer amassando as batatas com garfo. E não é só para poupar seus braços que você deve optar pelos espremedores, não: eles deixam a batata no ponto certinho para o purê.

Dica extra: esprema as batatas até não haver mais um aspecto “granulado” na massa que se formará. Demora um pouquinho, mas vale a pena.

– Acrescente manteiga e leite para deixar o purê mais cremoso

Batatas amassadas, adicione manteiga (ou margarina) e leite para que o purê chegue à consistência perfeita. Elisa recomenda meia xícara (chá) de leite e meia colher (chá) de manteiga para cada quilo de batatas.

Dica extra: use a manteiga ou margarina em temperatura ambiente e o leite morno; dessa forma, os ingredientes se incorporam à batata com mais facilidade.

– Coloque temperos extras apenas no final

Quer colocar um pouco de manjericão, pimenta ou seu tempero do coração no purê de batatas? Maravilha! Mas faça isso apenas quando ele estiver pronto.

– Gratine o purê de batatas

Um toque especial para o purê ficar com carinha de profissional é gratiná-lo quando ele estiver pronto. Coloque-o em um refratário e o leve à parte superior do forno por cinco minutinhos. Se você tiver um maçarico culinário, o trabalho fica bem mais fácil: basta passá-lo sobre o purê e pronto!

Adaptações das dicas para outros purês

No geral, essas dicas servem para todos os purês, mas há particularidades para outros ingredientes, é claro! São toques bem simples que merecem sua atenção. Vamos a elas:

– Purê de cenoura e purê de abóbora

Dicas para o purê de abóbora perfeito

 (Thomas Connertz / EyeEm/Getty Images)

Em vez de espremedor, use uma peneira larga para que elas cheguem à consistência de purê. Não acrescente o leite no final, apenas a manteiga ou margarina.

– Purê de mandioquinha

Faça o purê com mandioquinha fresca, que você mesma vá descascar – ou seja, evite as versões a vácuo ou pré-cozidas, super comuns nos mercados.

– Purê de brócolis e purê de couve-flor

Em vez de espremedor ou peneira, passe o brócolis ou a couve-flor no processador. O ponto de retirada é quando a “massa” estiver homogênea, mas não líquida – alguns pelotinhos são bem-vindos. Não acrescente o leite no final, apenas a manteiga ou margarina.