Conheça os segredos para um pudim de leite condensado perfeito

Modo de preparar e de assar a massa fazem toda a diferença para seu pudim ter furinhos ou ficar lisinho.

Não existe sobremesa que agrade a absolutamente todas as pessoas, mas o pudim de leite condensado chega perto disso. Com um pouco de polêmica, é claro: há quem considere que o ideal seja o pudim beeeem lisinho, enquanto outros achem que sem furinhos não dá nem para chegar perto dele com uma colher. E muita gente que lamente não conseguir chegar a um mesmo resultado todas as vezes.

Pois saiba que não há nenhuma sorte envolvida nisso; tudo é uma questão de técnica. As culinaristas Magali Pares e Dolores Bremmer contaram ao MdeMulher os segredos para que seu pudim de leite condensado fique do jeitinho que você preferir, além de uma receita clássica desta sobremesa com gostinho de infância.

Como fazer pudim de leite condensado lisinho

Para começar, você precisará se livrar de todo o ar que se formar na massa – essas bolhas são uma das possíveis causas dos furinhos. Duas dicas:

– Bata os ingredientes apenas o suficiente para que a massa fique homogênea;

– Depois de colocar a massa na forma, bata-a (a forma) em uma superfície firme – mesa, balcão ou pia, por exemplo – várias vezes. Você verá bolhas de ar “estourando” na superfície da massa, e o sinal de que já bateu o suficiente é quando não se soltar mais nenhuma bolha.

O modo de assar também é importante. Quanto mais lentamente o pudim for assado, mais lisinho ficará, pois as gemas não coagularão (coagular, na prática, significa talhar e criar espaços entre os “pedaços” que resultam dessa dinâmica) e a massa permanecerá coesa. Por isso, você deve:

– Colocar água fria para o banho-maria indicado na receita, o que naturalmente deixará o assar mais lento;

– Regular o forno para a temperatura baixa;

– Deixar o pudim assando por cerca de duas horas.

Como fazer pudim de leite condensado com furinhos

Aqui, tudo deve ser ao contrário do recomendado para o pudim lisinho. Mas vamos detalhar com algumas dicas extras.

Você quer e precisa de muito ar na massa, pois ele é o grande responsável pelos furinhos. Para isso:

– Bata os ingredientes por muito tempo no liquidificador. Quando notar que a massa já está homogênea, bata por pelo menos mais cinco minutos;

– Coloque a massa na forma e leve-a imediatamente ao forno, sem mexer muito e sem bater a forma em nenhuma superfície.

Para ajudar na formação dos furinhos, acelere o processo de assar para que as gemas dos ovos coagulem:

– Coloque água quente para o banho-maria indicado na receita;

– Regule o forno para temperatura média;

– Deixe assar por cerca de uma hora e meia.

Bônus 1: como acertar na calda do pudim de leite condensado

Coloque o açúcar na forma média e a leve para uma das bocas do fogão, a uma distância de cerca de 3 cm da chama. Vá mexendo a forma de modo a derreter o açúcar por igual.

Fique muito atenta ao tom: quando o caramelo estiver com cor de refrigerante de guaraná, é hora de desligar o fogo e espalhar essa calda nas laterais da forma, girando-a.

ATENÇÃO: faça tudo isso usando luvas de culinária, pois o açúcar derretido fica muito quente e pode queimar suas mãos se elas não estiverem protegidas.

Bônus 2: como desenformar o pudim de leite condensado

Um drama da finalização de todos os pudins é desenformá-los sem quebrá-los. Resolver isso é muito simples: ele precisa estar frio. Simples assim.

Você pode deixá-lo esfriando naturalmente ou na geladeira; o que importa é que ele esteja realmente frio na hora de virá-lo na travessa ou prato em que será servido.

***

Agora é hora de colocar todas essas dicas em prática. Confira a receita de pudim de leite condensado clássico e deixe-o do jeitinho que você prefere. Bom apetite!

☆ Será que seu signo tem a ver com o signo do crush? Entenda o que é e do que fala a sinastria ☆