Dicas e quatro receitas para fazer deliciosas carnes no forno

Saiba quais são os melhores cortes para assar, como temperar e os segredos para deixar a carne em um ponto irresistível

Uma carne de forno bem feita precisa de bem poucos acompanhamentos para ser uma refeição inesquecível. Purê de batata, arroz ou alguns legumes assados já são suficientes para preencher o prato e deixar todos felizes.

Mas nem todo mundo acerta fazer a carne de forno logo de primeira. Há casos em que ela fica meio seca, outros em que a parte de fora tosta e a de dentro não assa direito. Isso tem a ver com a escolha da carne, com o modo de temperar e de levar ao forno. Vamos entender tudo direitinho!

Melhores cortes para fazer carne no forno

“Para fazer uma excelente carne no forno, os melhores cortes são os inteiros e maiores, pois a cocção é lenta e o tempo de preparo é mais longo”, afirma o especialista em carnes Marcos Canan, sócio-proprietário e chef da Bull Prime Carnes Nobres.

Ele e Vandir Mendes Ribeiro, chef de cozinha da Apetit Serviços de Alimentação, indicam os seguintes cortes como ideais para fazer carne no forno: maminha, costela bovina, paleta de cordeiro, alcatra, contrafilé e coxão mole.

O recomendado é levar as peças ao forno sempre inteiras e só cortá-las depois de assadas, imediatamente antes de servi-las.

Temperando a carne de forno

Cada especialista tem seus métodos para temperar a carne de forno, então é legal sabermos todos e escolhermos o que mais agradar.

Vandir defende que apenas o sal grosso já dá conta de tornar uma carne bem temperada. “É a forma mais simples e dá para sentir melhor o sabor da carne”, justifica.

Marcos, por sua vez, considera que molhar a carne garante que ela ficará macia. “Vale investir em temperos marinados e em ervas como o alecrim. Também vão bem vinho, alho, cebola, tomilho, sal e pimenta”, explica.

Segredos para a carne de forno não ressecar

Quase ninguém gosta de carne esturricada, né, então vamos evitar que isso aconteça na sua receita!

Além de assar a peça inteira, o grande segredo para que ela não resseque é sempre embrulhar a carne em papel alumínio antes de levá-a ao forno. “Só se deve descobrir quando ela já estiver assada, para dourar por fora”, orienta Vandir.

Outro segredo é acompanhar a carne no forno de meia e meia hora. Marcos ensina: “Vá sempre apertando a peça, para não deixar passar do ponto. Quanto mais mole, mais crua. Logo, quando mais firme, mais ao ponto a carne está”.

Ele também destaca que as carnes com ossos, como a paleta e a costela, têm uma característica peculiar: quando a carne grudada ao osso se soltar, é sinal de que ela está pronta para ser servida.

Com tudo aprendido, agora é hora de colocar a mão na massa, ou melhor, na carne. Selecionamos quatro receitas para você se deliciar.

Contrafilé de forno

 (KazanovskyAndrey/Thinkstock)

Simples e com o toque especial da mistura de manjerona, sal e pimenta, esta receita de contrafilé de forno é ótima para começar a se aventurar na carne de forno. Aproveite!

Ossobuco ao forno

 (Lisovskaya/Thinkstock)

A carne do músculo que vem grudada ao ossobuco fica extremamente macia quando é marinada com antecedência. Aprenda a fazer este prato com a receita de ossobuco ao forno.

Paleta de cordeiro ao forno

 (margouillatphotos/Thinkstock)

Simples de fazer e grande para comer, esta receita de paleta de cordeiro ao forno é ótima para quando você receber alguns amigos ou familiares em casa.

Costela bovina assada

 (bhofack2/Thinkstock)

Com apenas dois ingredientes, a receita de costela bovina assada faz sucesso entre quem curte carne. Mas reserve um tempo legal para fazê-la, pois seu preparo é longo.

☆ Será que seu signo tem a ver com o signo do crush? Entenda o que é e do que fala a sinastria ☆