Provamos a nova Skol Beats em shot e vamos te contar todos os detalhes

A Skol Beats 150BPM, que já está bombando no Twitter, tem embalagem diferentona e teor alcoólico maior do que normal.

Sim, em plena quarta-feira, a redação do MdeMulher sentiu aquele gostinho maravilhoso de “sextou”! Toda a empolgação é porque chegou por aqui a  Skol Beats 150BPM. O novo produto, com nome que remete à batida do funk carioca, é uma parceria entre a Ambev e a Anitta, que virou líder de criatividade e inovação da linha Beats.

Formulada para ser consumida como shot, ela é menorzinha (100 ml). Nessa versão, a embalagem é de plástico e completamente diferente das outras Beats.

A aparência do produto deu o que falar, viu? Teve gente aqui que apelidou a bebida como um Yakult ~alcóolico~ e outras pessoas ficaram chocadas com a semelhança com a embalagem de um desodorante roll on. Apesar da zoeira, achamos fofa, vai!

 (Reprodução/Instagram)

O líquido é no tom de lilás, bem bonitinho. Mas, cuidado, não se deixe enganar por essa bebida fofa, hein? A garrafinha tem 13,9% de teor alcoólico, muito mais potente que uma Skol Beats comum, que tem cerca de 8% de álcool na composição. Só de provar já dá para sentir, sim, essa diferença, com um gosto de álcool mais forte do que as outras. Vixi! Como diria uma letra de um funk famoso: “Vai dar PT, vai dar!”. 

Mas e aí, ela é gostosa e docinha como as outras? A 150BPM remete ao sabor de uva, mas dividiu opiniões por aqui, já que nem todo mundo conseguiu perceber o sabor da fruta. O que todos concordamos é que ela tem o gosto MUITO parecido com a Beats azul, só que sem o gás característico da bebida. Ai, acaba perdendo um pouco da refrescância, mas continua gostosa. O nosso palpite é que o novo drinque vai agradar bastante quem curte vodca.

A Skol Beats 150BPM estará a venda a partir do final de outubro e o preço ainda não foi divulgado.

Ah, e é claro que a gente não podia acabar essa matéria sem falar da grande (e divertida) repercussão sobre a bebida no Twitter. Afinal, aqui no MdeMulher nunca deixamos bons memes morrerem: