Saiba quais são os melhores restaurantes de hotéis do mundo

Veja quais são os restaurantes premiados no Guia Michelin que se encontram dentro de hotéis ao redor do mundo.

Alguns dos mais incríveis hotéis do mundo têm também os melhores restaurantes, aqueles com estrelas no respeitado Guia Michelin. Contamos aqui quais são eles para você planejar seu próximo roteiro gourmet ou, se preferir, experimentar as receitas em casa!

L’Andana, Toscana

Além de estar no coração de uma das mais belas regiões da Itália, a Toscana, o hotel L’Andana atrai turistas também por abrigar a La Trattoria Enrico Bartolini, restaurante que leva o nome de seu chef e conquistou neste ano uma estrela no guia Michelin. Detalhe: essa é a quarta estrela obtida pelo expert italiano só em 2017 (além dela, foram duas no Enrico Bartolini al Mudec, em Milão, e uma no Casual, em Bérgamo). O hotel é um charme só: é a antiga morada do duque Leopoldo II de Lorena e a Trattoria ocupa os quartos que foram usados pelo nobre — suas amplas janelas proporcionam ainda uma vista inesquecível do Mediterrâneo. Na cozinha, com um imponente forno de madeira, Bartolini prepara suas criações, repletas de tradições da região e com ingredientes produzidos na propriedade como ervas aromáticas, legumes, vinho e azeite. Vale apostar no menu degustação, com quatro pratos, ou se jogar nas diversas opções de carnes, massas e frutos do mar, como o camarão mazara meio frito.

Camarão Mazara Meio Frito
Ingredientes (2 porções)

 (/)

80 g de pasta de tamarindo 15 g de açúcar mascavo
3 g de sal marinho
8 camarões
Farinha de semolina
Óleo de sementes

Receita

1. Misture a pasta de tamarindo com sal e açúcar. Faça uma camada bem fininha da pasta sobre uma tábua de silicone e dê um choque térmico a -18 ºC (isso irá congelá-la). 2. Prepare os camarões removendo a parte de cima da casca da cabeça e a casca da cauda. Assim, você terá somente o o corpo deles, com as pernas. 3. Passe-os na semolina e frite em óleo bem quente, com o cuidade de manter o camarão cru. 4. Descongele a base de tamarindo, colocando-a sobre um prato quente. Disponha os camarões nela e sirva.

Dragshlom Slot, Dinamarca

Também recém-premiado com uma estrela Michelin, o restaurante dinamarquês Slotskøkkenet fica a uma hora de carro da capital, Copenhague, na Península de Odsherred. Ele está no interior de um dos castelos mais antigos do país, construído há mais de 800 anos, que foi transformado no hotel Dragsholm Slot. O empreendimento é cercado por um imenso campo de ervas e vegetais e é justamente ele que fornece os principais ingredientes das receitas escandinavas e contemporâneas criadas pelo chef Claus Henriksen. Segundo ele, a proximidade da cozinha com as matérias-primas traz sabores extremamente frescos para os pratos. Curiosidade: um dos ingredientes utilizados pelo chef é a cannabis sativa, planta da qual vem a maconha, que tem seu uso legalizado na Dinamarca. Aqui, você aprende a fazer um prato com folhas de ostra, batatas e purê de rosa mosqueta.

Folhas de Ostra com batatas e purê de rosa mosqueta
Ingredientes (2 porções)

 (/)

200 g de rosa mosqueta fresca
50 ml de vinagre de rosa mosqueta
150 ml de suco de maçã
Farinha de amido de milho
8 folhas de ostra (Mertensia maritima)
2 batatas
2 vieiras

Receita

1. Tire as pétalas das rosas e lave-as bem. Coloque-as em um recipiente de 1 litro e despeje o vinagre de rosa mosqueta sobre elas. Feche o recipiente e coloque-o na geladeira alguns dias antes de usá-lo. 2. No dia do preparo, retire o vinagre da geladeira, coloque-o em uma panela juntamente com o suco de maçã e deixe ferver. Vá adicionando a farinha e mexendo até chegar à consistência de purê. 3. Lave as folhas de ostra e as batatas e faça 16 pequenas bolinhas de batata com um boleador de frutas. 4. Ferva-as em água levemente salgada por aproximadamente 3 minutos e deixe esfriar. 5. Retire a vieira de dentro da casca e corte-a em formato circular. 6. Lave as folhas de miniagrião. 7. Coloque 2 bolas de batata sobre cada folha de ostra. Depois, ponha 3 pontos de purê de rosa mosqueta em cada folha. 8. Adicione 1 círculo de vieira à cada batata. 9. Decore com as folhas de miniagrião e sirva.

Fasano, São Paulo

Um dos mais elegantes hotéis do Brasil, o Fasano, no bairro dos Jardins, São Paulo, é endereço ainda do tradicional restaurante italiano homônimo. Todos os pratos elaborados pelo chef Luca Gozzani são inspirados nos sabores e nos temperos regionais do país mais latino da Europa e suas reinterpretações criativas e contemporâneas o levaram a conquistar uma estrela Michelin em maio deste ano. Delícias como o ovo com berinjela assada, tomate cereja e creme de queijo e o carpaccio de vieira com iogurte e arroz selvagem crocante são alguns dos destaques do menu, que podem ser harmonizados com a grande variedade de vinhos da adega criada pelo sommelier Manoel Beato, também um dos de mais destaque do país. O cardápio de sobremesas tem o tiramisù Fasano como a grande estrela.

Tiramisù Fasano
Ingredientes (4 porções)

 (/)

Para os biscoitos
3 ovos
60 g de açúcar
Raspas de limão-siciliano
50 g de farinha
Café (a bebida)

Para o creme mascarpone
80 g de açúcar
3 gemas
3 claras
150 g de mascarpone

1. Para os biscoitos, bata os ovos com açúcar e acrescente as raspas de limão-siciliano. 2. Adicione a farinha e cozinhe a 180º C por cerca de 10 minutos. Reserve. 3. Para o creme, coloque o açúcar em uma panela com 1 colher de chá de água e aqueça até virar xarope. 4. Quando a temperatura do fogo chegar a 116º C, incorpore as gemas, já batidas. mexa até ficar homogêneo. 5. Acrescente o mascarpone e, em seguida, as claras. 6. Molhe os biscoitos no café e cubra-os com o creme, chocolate 80% cacau e cacau em pó.

Le Bristol, Paris

Número 112 da Rua Faubourg Saint-Honoré. É nesse endereço que fica um dos hotéis mais conhecidos e célebres da capital francesa: o Le Bristol, fundado em 1925. Ele ocupa uma mansão do século 18 com décor inspirado nos estilos Luís XV e Luís XVI e abriga 190 acomodações. Seu principal restaurante, o Epicure, três estrelas no guia Michelin, conta com janelas voltadas para um jardim que parece ter saído de uma pintura e é comandado pelo chef Eric Frechon, um conhecido defensor da culinária francesa. Entre suas criações, estão um saboroso pato assado com especiarias, cerejas e amêndoas e acompanhado por um purê de cebola aromatizado com verbena e amaretto, e uma alcachofra à provençal, que você confere a seguir.

Alcachofra à Provençal
Ingredientes (4 porções)

 (/)

Para as alcachofras
4 alcachofras
Tomilho e sal a gosto

Para o creme de anchovas
250 ml de creme de leite
200 g de anchovas lavadas

Para a maionese
2 dentes de alho
2 gemas
45 g de mostarda dijon
270 ml de óleo de semente de uva
Sal a gosto

Para os chips de alcachofras e batatas
12 minialcachofras
4 batatas
5 dentes de alho
40 g de alcaparras
Folhas de cenoura
Avelãs a gosto

Para o vinagrete de mostarda
125 g vinagre de xerez
15 g de mostarda
350 g de óleo de nozes
50 ml de azeite
10 g de sal

Para a finalização
4 alcachofras
4 ovos
Coulis de coentro

1. Cozinhe as alcachofras com o sal e o tomilho, deixe esfriar e remova as folhas externas mais duras. Corte-as ao meio, remova o miolo e reserve. 2. Cozinhe o creme de leite com as anchovas até ferver. Depois cozinhe em fogo baixo até chegar a uma consistência de creme. Coe e deixe esfriar. 3. Para a maionese, descasque os dentes de alho, escalde, amasse e peneire. Adicione todos os outros ingredientes, misture e reserve. 4. Corte as minialcachofras e as batatas em formato de chips e reserve em água. Descasque o alho e corte-o em fatias iguais. Frite todos esses itens juntos em óleo a 150 graus C e depois coloque sobre um papel-toalha. 5. Frite as alcaparras e as folhas de cenoura em óleo a 180 0C e coloque sobre um papel-toalha. 7. Asse as avelãs no forno a 150 0C e depois triture. 8. Misture os chips às alcaparras e às avelãs. 9. Para o vinagrete, misture todos os ingredientes. 10. Para a finalização: mergulhe as metades das alcachofras no vinagrete, pincele o interior delas com a maionese e coloque os chips. Por fim, acrescente o coentro e salpique com as gemas de ovos cozidas e esfareladas.

The Nomad, Nova York

Um clássico hotel de Nova York, o The Nomad abriga o restaurante que leva seu nome e tem uma estrela Michelin. O menu é assinado pelo chef suíço Daniel Humm, que alcançou fama por meio de seu trabalho à frente do Eleven Madison Park. No The Nomad, focado na moderna cozinha norte-americana, Humm também mostra todo seu apreço por ingredientes locais e da estação, mas de uma forma mais acessível em comparação à casa que o consagrou. Um dos hits do local é o tartar de cenoura.

Tartar de Cenoura
Ingredientes (1 porção)

 (/)

Para a redução de cenoura
500 ml de suco de cenoura
25 g de sementes de cominho
55 g de gengibre fresco

25 g de mostarda dijon
15 ml de vinagre balsâmico branco
1 gema
200 ml de óleo de soja
Sal e suco de limão a gosto

Para o tartar de cenoura
65 g de cenouras inteiras descascadas e cozidas
10 ml de suco de cenoura
6 g de sementes de mostarda em conserva
1 g de cebola
1 g de sementes de girassol tostadas
3 g de cubos de maçã verde
1 g de sementes de cominho moídas
1 g de cebolinha fatiada
Sal e suco de limão a gosto

Para finalizar
2 g de gengibre ralado
2 g de sementes de girassol tostadas
1 g de cebolinhas picada
7 torradas de pão alemão

1. Para a redução de cenoura, junte o suco, as sementes e o gengibre. 2. Misture a redução com a mostarda, o vinagre e a gema e emulsione tudo com o óleo de soja. Tempere com o sal e o suco de limão. 3. Para o tartar, rale as cenouras. 4. Misture-as com os demais itens e tempere com sal e suco de limão. 5. Na finalização, acrescente ao tartar o gengibre, as sementes e a cebolinha. Sirva o tartar acompanhado de torradas de pão alemão.

Four Seasons, Hong Kong

Dentro do moderno Four Seasons de Hong Kong está o Lung King Heen, o primeiro restaurante especializado na gastronomia chinesa a receber três estrelas Michelin. Ele está sob o comando do chef honconguês Chan Yan Tak, que tem como marca registrada combinar ingredientes frescos (especialmente frutos do mar) com sabores regionais. Entre seus pratos, um destaque é a casquinha de caranguejo recheada com carne de caranguejo e cebola. Em tempo: o hotel conta ainda com outro restaurante importante, o francês Caprice, que tem duas estrelas e cozinha por Guillaume Galliot. fourseasons.com/hongkong.

Casquinha de caranguejo recheada com carne de caranguejo e cebola
Ingredientes (6 porções)

 (/)

Para o recheio
250 g de cebolas
250 g de carne de caranguejo fresca
30 ml de óleo de canola
20 g de farinha
70 ml de leite
Sal a gosto

Para as casquinhas
6 cascas de caranguejo limpas
10 g de farinha
300 g de migalhas de pão
2 ovos
70 ml de água
Óleo de canola

1. Para o recheio, frite as cebolas picadas até dourar e reserve. 2. Frite a carne de caranguejo e reserve. 3. Aqueça o óleo de canola a 30 °C, adicione a farinha e misture bem. 4. Adicione o leite e o sal e, em seguida, as cebolas e a carne de caranguejo. Misture. 5. Coloque o recheio dentro das casquinhas de caranguejo e polvilhe com a farinha. 6. Depois, mergulhe as casquinhas numa mistura de ovos batidos com água e jogue as migalhas de pão por cima. Faça isso 2 vezes. 7. Frite as casquinhas em óleo de canola aquecido a 120 °C e sirva.

Vita Vita Parc, Algarve

Manter a simplicidade. Essa é a filosofia de Hans Neuner, chef austríaco responsável pela cozinha do Ocean, no Hotel Vila Vita Parc, localizado no topo de uma falésia em Algarve, em Portugal. Foi ele, aliás, que colocou o restaurante no caminho das duas estrelas Michelin que ostenta hoje (é o segundo em terras lusitanas a conquistar o feito). O menu criado por ele privilegia pratos leves, como o frango piri-piri, e produtos orgânicos. O cardápio não é fixo. Hans faz questão de alterá-lo de tempos em tempos para que os clientes possam apreciar – diante de uma vista fantástica para o Oceano Atlântico – o que cada estação do ano tem de melhor para oferecer. Como o local é pequeno (são apenas 40 lugares) e abre apenas para o jantar, de quinta a segunda-feira, é essencial reservar a mesa com antecedência.

Frango Piri-Piri com Salada Algarvia
Ingredientes (4 porções)

 (/)

Para a marinada
Pimentas picante, suave, piri-piri, tabasco, d’Espelette e açúcar, sal, alho misturado com caldo de galinha e azeite a gosto

Para o frango
15 pernas de frango
Caldo de galinha e ágar-ágar a gosto
Folhas de gelatina
5 ml de azeite
200 g de piri-piri (pimenta malagueta)
100 g de colorau
1 cabeça de alho
5 folhas de louro
5 cebolas

Para a salada
4 fatias de tomate xuxa
4 tomates cereja amarelo cortado em metades
4 tomates cereja vermelho cortado em metades
4 minirrodelas de batata frita
8 metades de batata confitada
Picles de cebola
Aioli
Orégano seco

1. Para o frango, marine as 15 pernas de frango por 3 a 4 horas. 2. Grelhe as pernas de frango a baixa temperatura e termine de cozinhar no forno. 3. Deixe a carne repousar durante 1 hora e separe a carne das peles. 4. Corte as peles em pedaços pequenos e deixe-as dourar, numa frigideira, até ficarem crocantes. 5. Corte a carne em pedaços maiores que os da pele. 6. Misture o suco da carne formado no cozimento no forno com o caldo de galinha. 7. Adicione, para cada 100 ml de suco, uma folha de gelatina e 0,5 g de ágar-ágar. Misture tudo com o frango. 8. Enrole a carne com papel-filme. 9. Para a salada, retire a pele dos tomates e corte-os em fatias de 5 a 7 mm. Tempere com a cebola. 10. Coloque os demais ingredientes sobre a fatia de tomate, formando um círculo. 11. Guarneça com aioli e orégano. 12. Corte o frango em pedaços com 1 cm de comprimento e faça um sanduíche com 2 peles crocantes.

Belmond Copacabana Palace, Rio de Janeiro

Um dos cartões-postais mais conhecidos e badalados do Rio de Janeiro é, sem dúvida nenhuma, o Belmond Copacabana Palace, projetado pelo arquiteto francês Joseph Gire e na orla da Praia de Copacabana, imortalizada por Tom Jobim. Palco de grandes acontecimentos do cenário carioca, é lá que, desde março de 2014, funciona o pan-asiático Mee, uma estrela no guia Michelin há três anos consecutivos. Sob o comando do chef Kazuo Harada, o menu tem opções das cozinhas tailandesa, coreana, vietnamita, chinesa e japonesa. Entre os pratos quentes, vale provar o pad thai de frutos do mar.

Pad Thai de frutos do mar
Ingredientes (1 porção)

 (/)

150 g de macarrão de arroz PHO
2 col. (sopa) de óleo vegetal
1/2 cebola
40 g de camarão descascado
40 g de vieira canadense
40 g de lula cortada em anéis
1 xíc. (chá) de vinho de arroz chinês
2 col. (sopa) de shoyu
1 col. (sopa) de namplá (molho de peixe)
3 col. (sopa) de suco de limão
2 col. (sopa) de açúcar
1 xíc. (chá) de broto de feijão (moyashi)
1 col. (sopa) de pimenta tobandjan
1 ovo
1/2 pimenta dedo-de-moça
Coentro, cebolinha, nirá e amendoim a gosto

1. Cozinhe o macarrão e, quando estiver al dente, escorra e separe. 2. Doure a cebola com óleo vegetal. 3. Salteie o camarão, a vieira e a lula na mesma frigideira. 4. Adicione o macarrão e os outros ingredientes, exceto o ovo. Se necessário, coloque um pouco de água. 5. Faça um ovo mexido e adicione no final. 6. Acrescente a pimenta e as ervas no prato e sirva.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s