Siga estas 6 dicas e faça a caipirinha mais perfeita da sua vida

Sem açúcar acumulado no fundo do copo, com a dose certa de álcool, sem amargor na boca quando o drink acaba.

Mix perfeito de cachaça, limão e açúcar, a caipirinha é um patrimônio brasileiro. De verdade: o decreto nº 4.851, de 2 de outubro de 2003, determina que “caipirinha é a bebida típica brasileira, com graduação alcoólica de quinze a trinta e seis por cento em volume, a vinte graus Celsius, obtida exclusivamente com cachaça, acrescida de limão e açúcar”. É, também, a única bebida brasileira no cardápio oficial da Associação Internacional de Bartenders – foi incluída em 1994.

As formalidades não são à toa: uma caipirinha bem feita é uma das melhores coisas em dias quentes, especialmente quando estamos com pessoas queridas ao nosso redor. O problema é que às vezes o açúcar acumula no fundo do copo. Ou surge um amargor especialmente no finalzinho dela.

Estamos aqui para ajudá-la a não passar por isso! Conversamos com a especialista em drinks Renata Thereza e ela ensinou ao MdeMulher seis dicas para você fazer a caipirinha mais perfeita da sua vida.

Escolha cada limão para fazer a caipirinha

Nada de pegar as frutas sem nem olhar para elas: os melhores limões para fazer caipirinha são aqueles com casca lisa e fininha e macios ao toque. “São dois sinais de que o limão está novo e cheio de caldo”, diz Renata, que veta prontamente o uso de limão espremido pronto (aquele que é vendido em garrafas) para fazer a bebida.

Prepare o limão para a caipirinha

Tire a casca, mas deixando a parte branca que a separa dos gomos; corte-o em oito partes na vertical e tire o miolo de cada uma das partes. “Tirar a casca e o miolo diminui o risco de amargor na caipirinha”, garante a especialista em drinks.

Cachaça para caipirinha: qual é a melhor?

Renata defende as cachaças brancas para fazer caipirinha. “Elas têm pouco ou nenhum contato com madeiras neutras, e por isso o sabor delas fica inalterado”, justifica. “As amareladas e as envelhecidas, por outro lado, ficam em tonéis de madeiras ‘fortes’ e ficam com o sabor diferente, o que pode amargar a caipirinha.”

Disponha os ingredientes da forma correta para fazer a caipirinha

Coloque no copo, nesta ordem: as oito partes do limão com aquela casquinha branca virada para baixo e o açúcar sobre ele. “Com a polpa virada para cima, você consegue mais sumo na hora de macerar, e dispor o açúcar por cima do limão faz com que ele seja totalmente incorporado ao sumo, evitando aquele acúmulo no fundo do copo”, afirma nossa expert.

A medida por drink é: um limão e uma colher de sopa de açúcar.

Por enquanto, é só isso – a cachaça e o gelo são colocados depois.

Técnica para macerar limão e açúcar para caipirinha

Sabe aquelas pessoas que ficam girando o socador no limão com açúcar? Estão erradas. “Se houver um mínimo amargor naquela casquinha branca, acaba saindo quando o limão é macerado desse jeito”, explica Renata.

A forma correta de macerar o limão com açúcar para a caipirinha, ela ensina, é apertar o socador e soltar, de cima para baixo e sem girar, várias vezes, até notar que não há mais sumo a ser extraído do limão.

A cachaça vai por último na caipirinha

Limão e açúcar prontinhos, é hora de finalizar sua caipirinha. Coloque duas pedras de gelo inteiras e uma pedra de gelo triturada no copo e, por fim, adicione uma dose de cachaça (45 ml da bebida). Mexa delicadamente – use uma colher bailarina (de cabo longo) para fazer isso – e está prontinha sua caipirinha perfeita!

☆ Será que seu signo tem a ver com o signo do crush? Entenda o que é e do que fala a sinastria ☆