Você já pensou em comer… a fruta da costela-de-adão?

A planta tem o sugestivo nome científico de Monstera deliciosa, e o gosto de sua fruta é um mix de abacaxi com banana.

Planta queridinha de casas e apartamentos dos adeptos da urban jungle, a costela-de-adão chama a atenção por causa de suas folhas amplas e bem recortadas pela natureza. Antes de falarmos sobre sua parte comestível, uma imagem para refrescar sua memória sobre a aparência dela.

Costela-de-adão Monstera deliciosa

 (Zeljko/Wikimedia Commons)

Linda, né? Mas muita gente fica em estado de alerta por causa de sua fama de “venenosa”. A nutricionista clínica Clarissa Sanches explica que não é bem assim, embora seja bastante perigoso ingerir as folhas e o fruto verde:

“A costela-de-adão tem um elemento chamado oxalato de cálcio, também encontrado em plantas como a comigo-ninguém-pode e o ruibarbo, que não é venenoso, mas tem um formato de cristais perfurantes. Nas folhas e na fruta verde, sua concentração é alta e, quando ele passa pela língua e pela garganta, pode causar microlesões e perfurações que levam a inchaços, perda de ar e até asfixia. Na fruta madura ele não é encontrado em quantidades perigosas.”

E é justamente na fruta madura que está a nossa novidade gastronômica: ela é comestível, docinha, uma delícia. Tem uma textura semelhante à do abacaxi, com um sabor que fica entre o ácido desta fruta e o doce da banana. Não à toa, o nome científico da planta é Monstera deliciosa. 😊

Fruta da costela-de-adão Monstera deliciosa

 (B.navez/Wikimedia Commons)

É fácil ter certeza de que ela está no ponto para ser comida: seus gomos soltam com facilidade da espiga, como você pode ver no vídeo abaixo (já deixamos no ponto):

Uma dica da nutricionista: a fruta da Monstera deliciosa amadurece melhor fora do pé, depois de colhida. “Ela normalmente é fininha, então chama a atenção quando incha, que é o ponto para ser tirada da planta e envolvida em papel toalha. Em algum tempo, a cozinha será tomada pelo perfume doce que ela exala, e este é o sinal de que está no ponto para ser ‘debulhada’ e consumida”, orienta.

Formas de consumir a planta da costela-de-adão

Existem duas formas principais de consumir a planta da costela-de-adão: pura e em compota.

Pura é sem mistérios: basta tirar os gomos e comer. Eles trarão uns pedacinhos pretos da parte interna da fruta que são absolutamente inofensivos, mas que podem ser removidos com facilidade na água corrente de torneira se a aparência lhe incomodar.

Fruta da costela-de-adão Monstera deliciosa

 (Blog Come-se/Reprodução)

Para fazer compota de fruta de costela-de-adão, a nutricionista Clarissa Sanches sugere colocar os gomos de uma fruta em uma panela com meia xícara de chá de açúcar e 250 ml de água, ferver em fogo baixo por cerca de 20 minutos e deixar esfriar naturalmente antes de servir.

Também dá para colocar os gomos em saladas de frutas, usá-los como acompanhamento para sorvetes (como costumamos fazer com as cerejas, por exemplo) ou como decoração para drinks ou como você inventar. É uma fruta diferente, gostosa e muito versátil. Dê a ela uma chance – você não se arrependerá!

☆ Pedras, cristais e rituais de proteção: saiba como usar ☆