Você já pensou em comer… bucha vegetal verde?

Sim, aquela que usamos para tomar banho mesmo – ela é comestível enquanto ainda está verdinha!

Na nossa cultura brasileira, é muito difícil pensarmos em usar a bucha vegetal em um contexto que não seja o de higiene – o comum é usá-la para nos limparmos no banho e para esfoliar a pele do corpo e do rosto. Esta é a bucha quando já está madura; quando ela está verde, seu melhor uso é na cozinha!

Isso mesmo: bucha vegetal verde é um legume que pode ser refogado para complementar refeições muito saborosas! Na aparência, é semelhante a um pepino grande, de mais de 20 cm. No sabor, a bucha verde é um pouco adocicada, mas pode render um refogado salgado excelente.

Essa bucha comestível chegou ao Brasil pelas mãos dos imigrantes asiáticos; na China, nas Filipinas e na Tailândia, ela é bem comum nos pratos, sempre refogada com alguma carne ou com soja e também recheada com carnes e queijos, semelhante a como se faz com as abobrinhas (de quem a bucha é “parente”). Por lá também é comum colocar as sementes para torrar (no sol ou no formo) e comê-las como petiscos, a exemplo das sementes de abóbora e de girassol.

É importante destacar aqui que estamos falando da bucha lisa e da bucha de costela, maiores e mais suculentas, pois a buchinha do norte, menor e espinhosa, é tóxica e pode levar a hemorragias e até ser abortiva. Ao resolver fazer uma das receitas, certifique-se de que esteja comprando o tipo correto, para não correr riscos à toa, ok?

Fique agora com duas receitas fáceis à base de bucha vegetal verde e bom apetite!

Bucha vegetal verde refogada

Preparo super simples, ideal para quem preferir começar a conhecer a bucha vegetal verde como alimento de forma mais suave.

Bucha vegetal ao molho tailandês

Acompanhada de frango e cogumelos e muito bem temperada, a bucha vegetal compõe uma refeição completa nesta receita.

☆ Será que seu signo tem a ver com o signo do crush? Entenda o que é e do que fala a sinastria ☆