A Prada trouxe de volta a bota plataforma, tendência dos anos 2000

Chamado de "Anatomia do Romance", o desfile trouxe para a passarela uma velha conhecida das brasileiras - e a gente amou!

Oh, não, e lá vamos nós de novo! Conhecida pela moda subversiva e diferentona, a Prada é puro choque, não está interessada nos códigos de vestimenta tradicionais. Uma outra definição para a grife? Miuccia Prada, mente criativa por trás de toda essa loucurinha, pega as regras como se elas fossem um papel, amassa elas, faz uma bolinha e mira na lixeira mais próxima. “Eu sou completamente contra ao clichê ou o que todo mundo faz”, confirmou a estilista em recente entrevista ao Business of Fashion”. Como era de esperar, a coleção de outono/ inverno 2019, apresentada nesta quinta-feira (21), durante a Semana de Moda de Milão, seguiu exatamente essa cartilha.

Chamado de “Anatomia do Romance”, o desfile trouxe para a passarela um exército de adolescentes vestidas para encontrar o amor da vida delas – ou não. E elas não estão interessadas em corresponder ao male gaze ou ao que se espera de uma “garota romântica” e virginal, pelo contrário, como a própria designer, elas vieram para confundir.

Prada- Desfile Outono/ Inverno 2019

 (Estrop/Getty Images)

Prada- Desfile Outono/ Inverno 2019

 (Andreas Rentz/Getty Images)

Prada- Desfile Outono/ Inverno 2019

 (Andreas Rentz/Getty Images)

Capas feitas em renda, vestidos com estampa floral e saltos rubi com glitter (meio Dorothy Gale), peças consideradas tradicionalmente bonitas, estão no pacote, mas tudo aparece de uma forma um tanto distorcida. Elas sabem que não é fácil se relacionar nesses nossos tão confusos tempos e muito menos estão interessadas em esperar no alto de uma torre e, para isso, em alguns momentos, se valem de uma estética militar (como diria Pat Benatar, “o amor é um campo de batalha”, lembra?) e se vestem prontas para o combate com jaquetas e parkas de nylon ou blazers com inspiração aeronáutica.

Prada- Desfile Outono/ Inverno 2019

 (Andreas Rentz/Getty Images)

Prada- Desfile Outono/ Inverno 2019

 (Andreas Rentz/Getty Images)

Prada- Desfile Outono/ Inverno 2019

 (Pietro D'aprano/Getty Images)

Prada- Desfile Outono/ Inverno 2019

 (Pietro D'aprano/Getty Images)

Em outros, se apropriam do guarda-roupa – e do penteado! – da Wandinha Addams e apostam em golas pontudas sob transparências ou suéteres com decotes em V profundos. Os acessórios também não são óbvios e aparecem pesadões e em cores inesperadas, como rosa choque. O destaque absoluto são as botas plataformas com salto tratorado que fizeram um sucesso absurdo nas raves do final dos anos 1990 e começo da década de 2000, e voltaram bonitas e atualizadas. Sabe a expressão “faca na bota”? A Prada levou ela ao pé da letra ao colocar pequenos bolsos utilitários nos calçados.

Prada- Desfile Outono/ Inverno 2019

 (Pietro D'aprano/Getty Images)

É, isso, a garota da Prada não é apenas uma coisa, ela é meio clubber, meio gótica e até grunge e, felizmente, ela sabe que não precisa se vestir para agradar ninguém, além dela e essa é a lição mais subversiva desse desfile.