Acompanhe o dia a dia de Natalie Klein, criadora da NK Store

Conheça a rotina da empresária!

Criadora da balada multimarcas, Natalia Klein se mudou há cinco meses para Nova York com a família para um período semissabático. Na nova rotina, ela trabalha menos para passar mais tempo com os filhos, medita, estuda, lê e experimenta comidinhas veganas.

Foco e energia

Acordo às 6h45 e chamo meus filhos, Ava, 6 anos, e Ezra, 5, para o café da manhã. Para mim, faço sucos à base de frutas vermelhas, abacaxi, espinafre, linhaça, chia, óleo de côco e amêndoas. Tomo ainda a vitamina Nootroo, que descobri por aqui. Ela tem ingredientes como a cafeína, boa para estimular a concentração e o raciocínio.

Um pouco de trabalho

Depois de levar as crianças à escola, respondo e-mails e faço ligações. Estou me adaptando a coordenar a NK a distância, que segue com as operações no Brasil. No fim da manhã, intercalo aulas de dança, ioga e francês, pois vou à capital francesa com frequência para fechar negócios. Também tenho feito meditação e quero levar esse hábito para sempre.

Saudável

Curto a filosofia do “eat clean” e busco sempre comidas naturais. Meus restaurantes preferidos assim são Le Botaniste, Hale and Hearty e Le Pain Quotidien.

Le Botaniste: opção vegana na Lexington Avenue, em NY.

Le Botaniste: opção vegana na Lexington Avenue, em NY. (/)

Todo dia no parque

À tarde, busco as crianças na escola, o que, enquanto morava em São Paulo, era sempre difícil fazer. Quando voltamos para casa, caminhando, sempre cruzamos o Central Park. Gosto de incentivá-las a observar o parque e as pessoas com diferentes olhares diariamente. O caminho já é algo simbólico para nós. Como moramos em apartamento, para Ava e Ezra o parque é como o quintal de casa. Nesse momento do dia, também vamos ao mercamo e os acompanho e algumas atividades. Hoje, sinto que consigo conciliar bem meu papel de mãe e de empresária. Acho que encontrei meu equilíbrio.

Ezra e Ava em passeio pelas cercanias do Central Park.

Ezra e Ava em passeio pelas cercanias do Central Park. (/)

Ritual em família

Costumo cozinhar o jantar com as crianças. Gostamos de pedir um serviço de entrega de comida saudável chamado Hello Fresh. Eles enviam produtos frescos e orgânicos todos os dias com uma receita e o passo a passo. O preparo é por nossa conta, os pratos são variados e a gente adora.

A cidade que nunca dorme

Após o jantar, coloco as crianças para dormir. Leio para elas e faço questão de ter uma conversa franca sobre o que sentiram durante o dia. Acho importante estimular a habilidade delas para expressar emoções ­­— mais até do que pedir que contem o que aprenderam na escola. Depois, saio com amigos e meu marido (o também empresário Tufi Duek) para jantar e aproveitar as muitas possibilidades de entretenimento local. Um dos nossos programas preferidos é assistir a musicais. O último que vimos foi Dear Evan Hansen, na Broadway, sobre a vida de um adolescente.

Cena do musical Dear Evan Hansen, em cartaz na Broadway.

Cena do musical Dear Evan Hansen, em cartaz na Broadway. (/)

Mente aberta

Quando decidi passar esse tempo em Nova York, resolvi me dedicar à leitura e aos estudos. Fiz uma promessa de ler pelo menos um livro por mês ‑ e tenho conseguido. Os mais recentes foram A Arte de Dar Limites, sobre educar os filhos, de Luiz Hanns, e Roots of Style, biografia da estilista cubana Isabel Toledo, uma das prediletas de Michelle Obama. Isso tem me ajudado com os textos que escrevo para a NK. Quanto aos estudos, tenho feito cursos de marketing digital e liderança.

 (/)