Agente de casting desmascara maus tratos à modelos em Paris

O agente de casting James Scully denunciou algumas marcas por abusos durante os processos de seleção das modelos na Paris Fashion Week

A Paris Fashion Week começou nesta quarta-feira com um post bomba de um dos agentes de casting que trabalha na semana de moda parisiense. Os bastidores desta semana tão disputada podem ser bem cruéis.  O agente de casting James Scully denunciou, através de um post em sua conta no Instagram, algumas marcas por abusos durante os processos de seleção das modelos.

Em seu texto, James Scully contou detalhes do casting para o próximo desfile da Balenciaga, que acontece dia 5 de março, próximo domingo.

“Estou decepcionado em vir a Paris e ver e ouvir os habituais truques. Fiquei muito perturbado ao ouvir de algumas garotas que durante o processo de seleção da Balenciaga, Madia & Ramy, (a quem chamou de abusadores) realizaram um casting no qual fizeram mais de 150 garotas esperarem em uma escada por mais de 3 horas. De maneira habitual, eles fecharam a porta e foram almoçar. Desligaram as luzes, deixando cada menina apenas com as luzes de seus celulares. Esse sádico e cruel episódio deixou algumas garotas traumatizadas. A maioria delas pediu para não participar do desfile da Balenciaga, e também dos desfiles da Hermes e Elie Saab, porque elas se recusam a ser tratadas como animais”, escreveu.

O post do agente também acusou a Lanvin de não querer modelos negras em seu casting. “ Ouvi de muitos agentes, alguns deles negros, que eles receberam uma ordem da Lanvin para não contratarem negras para o seu show.” A marca negou e apresentou duas negras em seu desfile, entre elas, Joan Smalls.

Segundo ele, outra grande Maison tentou contratar modelos de 15 anos de idade. “ É inaceitável pra mim, que algumas pessoas não tenham sentimentos por essas garotas”, exclamou. “Por favor, continuem compartilhando suas histórias comigo e eu vou compartilhar as informações para vocês. É uma maneira de mudar essa situação e devolver o poder às modelos e aos agentes’’, escreveu.

Após saber dos maus tratos, a Balenciaga pediu desculpas e disse ter feitos mudanças radicais em seus processos de seleção. A Maison também enviou um pedido de desculpas às agências das modelos.

Outros grandes nomes da moda se posicionaram sobre o post de Scully. Helena Christensen, Joan Smalls e Hilary Rhoda agradeceram ao agente por sua atitude. “Obrigada por compartilhar”, escreveu Christensen. “Como as pessoas podem ser tão egoístas, arrogantes e patéticas. Continuem compartilhando garotas”, completou.

Antoine Arnault, do grupo LVMH, comentou: ‘’Se você souber de algo desse tipo em alguma das minhas marcas, por favor, entre em contato diretamente comigo.”

A declaração de Scully acontece em um momento de reflexão da indústria da moda, numa época em que os consumidores estão exigindo cada vez mais diversidade e responsabilidade social das marcas.

View this post on Instagram

So true to my promise at #bofvoices that I would be a voice for any models, agents or all who see things wrong with this business I'm disappointed to come to Paris and hear that the usual suspects are up to the same tricks. I was very disturbed to hear from a number of girls this morning that yesterday at the Balenciaga casting Madia & Rami (serial abusers) held a casting in which they made over 150 girls wait in a stairwell told them they would have to stay over 3 hours to be seen and not to leave. In their usual fashion they shut the door went to lunch and turned off the lights, to the stairs leaving every girl with only the lights of their phones to see. Not only was this sadistic and cruel it was dangerous and left more than a few of the girls I spoke with traumatized. Most of the girls have asked to have their options for Balenciaga cancelled as well as Hermes and Ellie Saab who they also cast for because they refuse to be treated like animals. Balenciaga part of Kering it is a public company and these houses need to know what the people they hire are doing on their behalf before a well deserved law suit comes their way. On top of that I have heard from several agents, some of whom are black that they have received mandate from Lanvin that they do not want to be presented with women of color. And another big house is trying to sneak 15 year olds into paris! It's inconceivable to me that people have no regard for human decency or the lives and feelings of these girls, especially when too too many of these models are under the age of 18 and clearly not equipped to be here but god forbid well sacrifice anything or anyone for an exclusive right? If this behavior continues it's gonna be a long cold week in paris. Please keep sharing your stories with me and I will continue to to share them for you. It seems to be the only way we can force change and give the power back to you models and agents where it rightfully belongs. And I encourage any and all to share this post #watchthisspace

A post shared by james scully (@jamespscully) on