Conheça a moda colorida e estampada da grife Farm

Confira entrevista com a estilista da marca carioca, Kátia Barros, que conquistou o gosto de estrelas como Grazi Massafera

A estilista Kátia Barros
Foto: Reprodução/ESTILO

Foi na imagem da “Garota de Ipanema” que a estilista Kátia Barros se inspirou para criar a grife Farm, cujas peças coloridas traduzem o estilo descontraído das meninas do Rio e agradam celebridades como Grazi Massafera, Tania Khalill e Sophie Charlotte.

Mas não tardou para a marca extrapolar as fronteiras da Cidade Maravilhosa e conquistar o Brasil todo (hoje, são 35 lojas, em 13 estados). E o mundo também. No ano passado, em Nova York, a empresa foi contemplada com um dos troféus do Global Fashion Awards, premiação promovida pelo portal WGSN, maior site do mundo de pesquisas, tendências e notícias da indústria de moda.

Mesmo com o sucesso, a estilista não perde de vista a identidade da grife, que permanece a mesma desde quando ela começou a vender suas criações em uma feirinha para designers iniciantes. “Fico de olho nas tendências, mas não abro mão do nosso colorido”, diz. “Moda, para mim, é decoração. Tem que fazer a mulher se destacar.”

Como surgiu a ideia de montar a marca?
Sou formada em ciências contábeis e trabalhava na área, mas sentia falta de exercer meu lado criativo. Em 1997, eu e Marcello Bastos, meu amigo e sócio até hoje, decidimos confeccionar algumas roupas para vender na Babilônia Feira Hype, que ocorria no Jockey Club do Rio. Vendemos todo o estoque logo na estreia e nosso estande foi ficando cada vez mais badalado. Para dar conta da procura, precisamos abrir uma sala comercial em Copacabana. Daí em diante, não paramos mais de crescer.

E qual o perfil da cliente de vocês?
Ela é jovem, tem entre 20 e 25 anos, mora na Zona Sul do Rio, estuda na PUC, se interessa por moda e vai à praia no Leblon e em Ipanema. Mas esse perfil específico retrata, na verdade, o espírito de leveza do carioca no dia a dia. Todo mundo tem e quer esse momento, que pode ser o chope com os amigos na Vila Madalena, em São Paulo, e o passeio nos parques de Londres, para ir ainda mais longe. São as coisas boas da vida, as férias, a praia… Por isso, também atingimos um público mais velho, que procura roupas que rejuvenesçam e levantem o astral.

Onde busca referências para as coleções?
Fico sempre atenta a tudo ao meu redor. Quando levo meu cachorro para passear no calçadão no domingo, paro para observar o que as pessoas estão vestindo, que esportes estão praticando… Viagens também são fontes de inspiração. Nossa equipe já esteve na África, no Peru, na Tailândia e no Havaí.

Por que fez das estampas a sua marca registrada?
Sempre gostei de cores e nunca tive medo de misturá-las. Meu olhar procura o que embeleza a mulher, o que a ornamenta e ilumina. Quando comecei a desenhar, qualquer vitrine de loja era dominada por preto, nude e verde-militar. Eu não fazia nada preto e meu verde era o pistache. Isso chamou a atenção das clientes porque era um produto diferente, ousado.

Como usar estampas sem errar?
Mesmo que os desenhos não sejam iguais, as cores precisam ser harmoniosas. A mistura de estampas é a nossa cara. Outra opção é combinar do jeito clássico: blusa estampada com calça lisa ou com o bom e velho jeans. Aí não tem erro.

Quais as apostas para este verão?
Inspiração nos anos 1970 e muita cor forte para compor looks color blocking. Os biquínis são tomara que caia, com a parte de baixo um pouco maior, mas há os tradicionais de lacinho também. Há estampas liberty, de margaridas, de gaivotinhas… Tudo em clima retrô.
 

Conheça a moda colorida e estampada da grife Farm

Roupas e acessórios da Farm
Foto: Reprodução/ESTILO

Na imagem acima: (1) macaquinho, R$ 318*; (2) camisa, R$ 164*; (3) sandália, R$ 205*; e
(4) colar, R$ 98*.

*Preços pesquisados em janeiro de 2012