Jaqueta Souvenir: razões para amar a peça criada por soldados

De volta aos desfiles e ao street style, a jaqueta bomber já foi considerada um símbolo de contracultura.

Com a forte influência dos desfiles da Gucci liderados pelo estilista Alessandro Michele, a jaqueta souvenir está explodindo no hemisfério norte, e seu sucesso deve ser reproduzido por aqui, caindo no gosto de consumidoras jovens. Apesar de parecer um item novo, a jaqueta souvenir teve sua origem na Segunda Guerra Mundial, quando soldados americanos lutando no Japão bordavam suas jaquetas bombers (uma peça originalmente militar e, portanto, funcional) com desenhos tradicionais japoneses para voltarem para casa – transformando a peça em, literalmente, um souvenir.

Agência Fotosite Agência Fotosite

A jaqueta, então, se tornou tão popular que durante as guerras da Coreia e do Vietnã elas eram vendidas em todas as cidades que soldados americanos ficavam estacionados, mas substituíram os dragões e as cerejeiras japonesas por mensagens e desenhos mais obscuros que refletiam o sentimento antiguerra da época. Assim, dos anos 1960 em diante, a peça se tornou um forte símbolo das contraculturas americana e asiática, fazendo com que o modelo ficasse sumido por algumas décadas.

Pinterest Pinterest

Em 2011, o filme americano Drive, estrelado por Ryan Gosling, trouxe a jaqueta souvenir para o holofote novamente. Junto ao crescente interesse pela cultura, história e mercado oriental, estilistas como Alessandro Michele e Hedi Slimane voltaram a trabalhar a peça, resgatando sua origem japonesa com bordados mais leves e decorativos, e não tão mórbidos, e destinando-a principalmente para o mercado feminino.

Topshop Topshop

Atualmente, o modelo é feito em materiais acetinados, remetendo também aos modelos de guerra, que, muitas vezes, eram feitos dos restos da seda usada para confeccionar os paraquedas. Os bordados continuam essenciais, e podem aparecer na parte da frente, ou principalmente, nas costas. Para o verão, a jaqueta souvenir deve aparecer em tons pastel, silhuetas relaxadas, e, como nossas temperaturas pedem, materiais leves. De acordo com o WGSN Instock, desde o ano passado, esse modelo teve um aumento de 340% no estoque de varejistas britânicas e americanas, provando o potencial comercial da peça.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s